Acesso Restrito

FTC completa 14 anos de administração privada

04/02/2011

Determinação e comprometimento são marcas na trajetória vitoriosa da FTC nesses 14 anos sob administração privada. Em 1º de fevereiro de 1997 a Ferrovia Tereza Cristina assumiu o desafio de reerguer o modal no Sul de Santa Catarina, com foco no transporte de carvão da região de Criciúma para o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo.

Desde então, promoveu uma série de melhorias e aprimorou as operações investindo mais de 53 milhões na manutenção de locomotivas, vagões, via permanente, novas tecnologias, capacitação do quadro de colaboradores e em programas de Responsabilidade Social, voltados para o bem-estar e qualidade de vida das comunidades por onde passa a linha férrea.

Todo este trabalho é sustentado pela implementação do Sistema de Gestão Corporativo (SGC), que agrega as certificações ISO 9001, gestão da qualidade, ISO 14001, gestão ambiental, e OHSAS 18001, gestão da segurança e saúde ocupacional, que reforçam o compromisso com a satisfação de clientes e acionistas, colaboradores, comunidade e a preservação do meio ambiente.

Novos desafios

O empreendedorismo, outra característica da empresa, e a confiança no potencial da região levaram a FTC a apostar em novas opções de cargas com destino à exportação pelo Porto de Imbituba. Em 2006 iniciou o transporte de produtos cerâmicos. Em 2009, com o anúncio de investimentos projetados para o Terminal de Contêineres do Porto, pela nova administração da Santos Brasil, a Ferrovia passou a carregar além da cerâmica, arroz com destino à cabotagem.

Para complementar este serviço, a FTC tem acesso ao Criciúma Terminal Intermodal, posicionado estrategicamente no maior polo cerâmico do Brasil. O local oferece serviços de recepção de carga, armazenagem, separação de lotes, estufagem de contêineres, peação da carga, controle de estoque e monitoramento 24 horas.

Além de favorecer o desenvolvimento e a logística do Sul de SC, a FTC contribui fortemente para a economia fiscal do país, estado e município. Nesses 14 anos de administração privada, a FTC recolheu aos cofres públicos R$ 85 milhões a título de concessão, arrendamento e tributos.

Empresa Cidadã

Com uma malha ferroviária de 164 km, a Ferrovia passa por 12 cidades sul catarinenses e, por isso, vai muito além do transporte de cargas. Carrega também esperança e solidariedade, levando educação e cidadania, com foco na segurança e valorização da vida para as comunidades lindeiras.

Entre os principais projetos desenvolvidos destacam-se o "Jovem Aprendiz", que visa à oportunidade do primeiro emprego; o "Ser eficiente", que atua na inclusão de portadores de necessidades especiais no mercado de trabalho; "Projeto Tração", que leva aulas de capoeira e dança gratuitas para crianças que moram próximas à Ferrovia; "Escola Futsal", projeto iniciado em Tubarão, que busca, em parceria com a Universidade do Sul de Santa Catarina, e por meio do esporte, agregar valores como união, saúde e respeito para alunos de escolas municipais; e o "Trem de Natal", que todos os anos leva alegria e o espírito natalino para milhares de famílias lindeiras.

Para o público interno, a Ferrovia Tereza Cristina também oportuniza uma série de benefícios sociais, tais como: Programa Pró-ensino, que oferece subsídios e incentivo aos colaboradores que desejam concluir e/ou continuar estudos dentro de sua área de atuação na empresa; plano de saúde para colaboradores e familiares; auxílio alimentação; seguro de vida; aulas gratuitas de ioga; ginástica laboral; cursos e treinamentos; programas de estágio.

Os resultados desse compromisso social são medidos pelo reconhecimento de colaboradores, clientes e comunidade. A FTC já recebeu diversos prêmios e homenagens, como a Medalha de Ouro O Pacificador da ONU Sérgio Vieira de Mello, oferecida em 2006 pelo Parlamento Mundial para Segurança e Paz.

Segurança é destaque

Os investimentos realizados desde a privatização possibilitaram a redução de mais de 90% no indicador de acidentes ferroviários. "Resultado obtido com o comprometimento da empresa e de seus colaboradores com a segurança, principalmente através do Programa Paz na Linha, que visa à conscientização de crianças, motoristas e pedestres quanto à prevenção de acidentes na linha férrea", ressalta o diretor-presidente da FTC, Benony Schmitz Filho.

O programa leva os cuidados ao se aproximar da linha férrea para crianças, por meio de palestras em escolas e a realização de concursos de redação e desenho com tema relacionado à segurança. As crianças levam para casa um gibi com história e brincadeiras que reforçam o conteúdo transmitido nas palestras.

Já os motoristas são orientados em blitze realizadas nos principais cruzamentos rodoferroviários nas cidades por onde passa a ferrovia. São entregues kits do programa com sacola de lixo para carros, adesivo e folder com dicas preventivas.



Karla Schneider
Assessora de Comunicação
Ferrovia Tereza Cristina
(48) 3621-7724 / (48) 8844-5664
www.ftc.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    Somos associados

     

  • CIAB
  • epe
  • World Coal Association
  • Global CCS Institute

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351