Acesso Restrito

Exportação de energia aquece setor carbonífero

25/02/2009

Alguns setores da economia estão passando a crise financeira mundial sem precisar tomar medidas mais drásticas, pois precisam de mais produção para atender o mercado. O setor carbonífero atravessa um período de expectativa por causa da assinatura do contrato para fornecimento de carvão para a Tractebel e porque poderá vender mais produto devido à exportação de energia elétrica para a Argentina e o Uruguai.

O secretário executivo do Siecesc, Fernando Luiz Zancan, falou que, durante todo o mês de fevereiro, Argentina e Uruguai exportaram energia elétrica do Brasil e parte do fornecimento foi por meio da energia gerada a carvão através das usinas de Charqueadas /RS e da Jorge Lacerda de Capivari de Baixo. "Esperamos que o governo continue usando o carvão das térmicas para abastecer o mercado argentino e uruguaio", analisou Zancan.

O secretário executivo informou que o contrato de fornecimento deste ano ainda não foi assinado. A reunião marcada para o mês de fevereiro foi adiada para o fim de março, quando o governo despachar sobre os contratos das usinas térmicas. O setor espera com expectativa a assinatura desse contrato para tentar manter o fornecimento alto.

Pelo contrato do ano passado, as carboníferas começaram janeiro fornecendo 290 mil toneladas, em Fevereiro foram 280 mil e, em março, cai para 270 mil. "Se não assinarmos o contrato novo com o fornecimento em alta, até outubro as carboníferas estarão vendendo para a Tractebel a cota mínima, que é de R$ 200  mil toneladas/mês", explicou.

 

WORKSHOP

 

Preparar projetos em tecnologias limpas aplicadas ao setor de energia renovável a serem desenvolvidos em cooperação entre Brasil e Canadá. Este foi o objetivo do Workshop sobre Energia Renovável que ocorreu no período de 9 a 13 de fevereiro, no Canadá e trata da cooperação nas áreas de pesquisa e desenvolvimento. O assessor técnico do Sindicato da Indústria de Extração do Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc) e vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM), engenheiro de Minas Cleber Gomes participou do evento a convite do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

Foram discutidos projetos na área de energia renovável, que incluem pequenas centrais hidrelétricas, hidrogênio, foto-voltaica (energia solar), biomassa, mineração e tecnologias limpas de carvão. "A ideia é que o setor carbonífero participe cada vez mais de eventos sobre estas formas de energia", definiu o engenheiro Cleber Gomes.


Jornal da Manhã

Criciúma/SC

Economia

25/02/2009

    Somos associados

     

  • CIAB
  • epe
  • World Coal Association
  • Global CCS Institute

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351