Acesso Restrito

BHP quer parte da Chinalco no Rio Tinto

28/03/2008

A BHP Billiton , que ofereceu US$ 133 bilhões pela compra do Rio Tinto Group, está articulando conversações com a estatal Aluminum Corp. of China (Chinalco) para tentar convencê-la a vender a participação que detém no Rio Tinto, sediado em Londres. "Vamos tentar nos encontrar com eles da mesma forma pela qual estamos nos reunindo com todos os 20 ou 50 principais acionistas do Rio Tinto", disse ontem Marius Kloppers, principal executivo da BHP, sediada em Melbourne, na Austrália. "Queremos, sem dúvida, 100% da empresa, mas 50% de aprovação por parte dos acionistas será suficiente para obter o controle", ressaltou o executivo

Kloppers quer obter o apoio da Chinalco para criar a maior produtora mundial de alumínio e de carvão energético. A Chinalco comprou uma participação considerada potencialmente obstrutiva no Rio Tinto no mês passado e o presidente do conselho administrativo da companhia, Xiao Yaqing, informou no último dia 18 de março que poderá adquirir mais ações para garantir o volume de metais necessário para a China, que é o maior consumidor de alumínio, cobre e minério de ferro do mundo e tem puxado a demanda.

"O melhor desfecho será se eles realmente obtiverem a cooperação dos chineses", disse Paul Xiradis, que detém ambas as ações na carteira de US$ 11 bilhões em investimentos que co-gerencia na Ausbil Dexia, de Sidney, na Austrália. "Eles são acionistas significativos e a BHP quer que todos os acionistas concordem com a oferta" acrescentou Xiradis.

Demanda

Lu Youqing, porta-voz da Chinalco, informou ontem que a empresa não se reuniu com a BHP. O executivo já fizera a mesma afirmação em entrevista concedida no último dia 18 de março em Hong Kong. "A carência da China por recursos minerais será muito grande nas próximas décadas", disse Kloppers ontem. "A demanda por matérias-primas é puxada em grande medida pela expansão da China e, embora observemos uma certa retração atual dessa demanda, acredito que, principalmente no longo prazo, ela será muito boa", afirmou o executivo.


Gazeta Mercantil

São Paulo/SP

Indústria

28/03/2008

    Somos associados

     

  • CIAB
  • epe
  • World Coal Association
  • Global CCS Institute

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351