Acesso Restrito

Macquarie estima alta de 42% para o carvão

28/02/2008

     O Macquarie Bank elevou suas estimativas para os preços do carvão em ate 50% e informou que uma crise de fornecimento do combustível continuará após a suspensão das vendas por parte de Austrália, África do Sul e China. O coque siderúrgico duro, variedade premium utilizado como matéria prima por siderúrgicas, será comercializado por US$ 225 a tonelada  este ano, informaram em relatório, na última terça-feira, analistas do Macquarie, liderados por Jim Lennon, de Londres. Essa previsão pode ser comparada a uma estimativa anterior de US$ 150. O Macquarie elevou sua expectativa para o preço do carvão usado como matéria-prima para a geração de energia elétrica em 42%, para o montante de US$ 125 a  tonelada.

     Enchentes e chuvas pesadas registradas este ano na Austrália causaram "interrupções substanciais", na oferta da commodity e "sérios" prejuízos para a produção, conforme relatório do banco. A China suspendeu temporariamente suas exportações do produto após nevascas de inverno, enquanto que um apagão na África do Sul provavelmente provocará  o desvio do carvão de exportação para o mercado interno do país, segundo informou o banco.

 

Coque

 

     "Esse recuo na tonelagem criou mercados extraordinariamente apertados e há a possibilidade de centrais elétricas e siderúrgicas terem de reduzir seu uso de carvão", informou o Macquarie, prosseguindo: "A oferta de coque siderúrgico está cronicamente baixa".

     O Macquarie é o maior banco de investimento da Austrália.


Gazeta Mercantil

São Paulo/SP

Empresas e Negócios

28/02/2008

    Somos associados

     

  • CIAB
  • epe
  • World Coal Association
  • Global CCS Institute

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351