Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 729
    [i_conteudo] => 729
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2019-03-29
    [dt_conteudo] => 2019-03-29
    [4] => Ministro Marcos Pontes defende parcerias durante visita à Satc
    [titulo] => Ministro Marcos Pontes defende parcerias durante visita à Satc
    [5] => Porta Satc
    [autor] => Porta Satc
    [6] => 
    [resumo] => 
    [7] => 

É a união de esforços que irá transformar um país. “Temos uma única bandeira. Não somos vários brasis, mas um Brasil. Foi esse gesto que fiz quando estava decolando e apontava para a bandeira brasileira e é isso que pretendo aplicar”, ressaltou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Marcos Pontes. Na tarde desta sexta-feira (29), ele conheceu parte da estrutura da Satc. O dia também marca os 13 anos em que Pontes subiu a bordo da Soyuz TMA-8, se tornando o primeiro brasileiro no espaço.
Na passagem pela Satc o ministro foi recebido pelos estudantes. Ele visitou os laboratórios de mecânica, Pronto 3D, Cocreation Lab, e os projetos AeroSatc e o carro elétrico Inowattis. “Procuramos mostrar um pouco da inovação que a Satc está promovendo, apresentando os projetos que são realizados aqui”, ressaltou o diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan.
A visita do ministro marca os 60 anos de fundação da instituição – que serão comemorados em maio – e fortalece uma parceria de seis décadas entre a indústria carbonífera, mantenedora da Satc, e o ensino. “É fundamental essa parceria entre o público e o privado, principalmente fortalecendo a educação. Santa Catarina tem muito disso, dessa disposição em participar”, ponderou Pontes.
No roteiro, o ministro seguiu para o Centro Tecnológico (CTSatc) onde pode conhecer melhor a planta piloto que está sendo finalizada para a captura de CO2. Projetos desenvolvidos no CTSatc são oriundos de parcerias com o próprio Ministério de Ciência e Tecnologia, Finep e Fapesc. “Nossa intenção é fomentar propostas e estimular o desenvolvimento de projetos em Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen.
É a união de esforços que irá transformar um país. “Temos uma única bandeira. Não somos vários brasis, mas um Brasil. Foi esse gesto que fiz quando estava decolando e apontava para a bandeira brasileira e é isso que pretendo aplicar”, ressaltou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Marcos Pontes. Na tarde desta sexta-feira (29), ele conheceu parte da estrutura da Satc. O dia também marca os 13 anos em que Pontes subiu a bordo da Soyuz TMA-8, se tornando o primeiro brasileiro no espaço.
Na passagem pela Satc o ministro foi recebido pelos estudantes. Ele visitou os laboratórios de mecânica, Pronto 3D, Cocreation Lab, e os projetos AeroSatc e o carro elétrico Inowattis. “Procuramos mostrar um pouco da inovação que a Satc está promovendo, apresentando os projetos que são realizados aqui”, ressaltou o diretor executivo da Satc e presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Luiz Zancan.

A visita do ministro marca os 60 anos de fundação da instituição – que serão comemorados em maio – e fortalece uma parceria de seis décadas entre a indústria carbonífera, mantenedora da Satc, e o ensino. “É fundamental essa parceria entre o público e o privado, principalmente fortalecendo a educação. Santa Catarina tem muito disso, dessa disposição em participar”, ponderou Pontes.
No roteiro, o ministro seguiu para o Centro Tecnológico (CTSatc) onde pode conhecer melhor a planta piloto que está sendo finalizada para a captura de CO2. Projetos desenvolvidos no CTSatc são oriundos de parcerias com o próprio Ministério de Ciência e Tecnologia, Finep e Fapesc. “Nossa intenção é fomentar propostas e estimular o desenvolvimento de projetos em Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen.

[conteudo] =>

É a união de esforços que irá transformar um país. “Temos uma única bandeira. Não somos vários brasis, mas um Brasil. Foi esse gesto que fiz quando estava decolando e apontava para a bandeira brasileira e é isso que pretendo aplicar”, ressaltou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Marcos Pontes. Na tarde desta sexta-feira (29), ele conheceu parte da estrutura da Satc. O dia também marca os 13 anos em que Pontes subiu a bordo da Soyuz TMA-8, se tornando o primeiro brasileiro no espaço.
Na passagem pela Satc o ministro foi recebido pelos estudantes. Ele visitou os laboratórios de mecânica, Pronto 3D, Cocreation Lab, e os projetos AeroSatc e o carro elétrico Inowattis. “Procuramos mostrar um pouco da inovação que a Satc está promovendo, apresentando os projetos que são realizados aqui”, ressaltou o diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan.
A visita do ministro marca os 60 anos de fundação da instituição – que serão comemorados em maio – e fortalece uma parceria de seis décadas entre a indústria carbonífera, mantenedora da Satc, e o ensino. “É fundamental essa parceria entre o público e o privado, principalmente fortalecendo a educação. Santa Catarina tem muito disso, dessa disposição em participar”, ponderou Pontes.
No roteiro, o ministro seguiu para o Centro Tecnológico (CTSatc) onde pode conhecer melhor a planta piloto que está sendo finalizada para a captura de CO2. Projetos desenvolvidos no CTSatc são oriundos de parcerias com o próprio Ministério de Ciência e Tecnologia, Finep e Fapesc. “Nossa intenção é fomentar propostas e estimular o desenvolvimento de projetos em Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen.
É a união de esforços que irá transformar um país. “Temos uma única bandeira. Não somos vários brasis, mas um Brasil. Foi esse gesto que fiz quando estava decolando e apontava para a bandeira brasileira e é isso que pretendo aplicar”, ressaltou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Marcos Pontes. Na tarde desta sexta-feira (29), ele conheceu parte da estrutura da Satc. O dia também marca os 13 anos em que Pontes subiu a bordo da Soyuz TMA-8, se tornando o primeiro brasileiro no espaço.
Na passagem pela Satc o ministro foi recebido pelos estudantes. Ele visitou os laboratórios de mecânica, Pronto 3D, Cocreation Lab, e os projetos AeroSatc e o carro elétrico Inowattis. “Procuramos mostrar um pouco da inovação que a Satc está promovendo, apresentando os projetos que são realizados aqui”, ressaltou o diretor executivo da Satc e presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Luiz Zancan.

A visita do ministro marca os 60 anos de fundação da instituição – que serão comemorados em maio – e fortalece uma parceria de seis décadas entre a indústria carbonífera, mantenedora da Satc, e o ensino. “É fundamental essa parceria entre o público e o privado, principalmente fortalecendo a educação. Santa Catarina tem muito disso, dessa disposição em participar”, ponderou Pontes.
No roteiro, o ministro seguiu para o Centro Tecnológico (CTSatc) onde pode conhecer melhor a planta piloto que está sendo finalizada para a captura de CO2. Projetos desenvolvidos no CTSatc são oriundos de parcerias com o próprio Ministério de Ciência e Tecnologia, Finep e Fapesc. “Nossa intenção é fomentar propostas e estimular o desenvolvimento de projetos em Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2019-04-22 18:40:54 [dt_sistema] => 2019-04-22 18:40:54 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Ministro Marcos Pontes defende parcerias durante visita à Satc

29/03/2019

Porta Satc

É a união de esforços que irá transformar um país. “Temos uma única bandeira. Não somos vários brasis, mas um Brasil. Foi esse gesto que fiz quando estava decolando e apontava para a bandeira brasileira e é isso que pretendo aplicar”, ressaltou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Marcos Pontes. Na tarde desta sexta-feira (29), ele conheceu parte da estrutura da Satc. O dia também marca os 13 anos em que Pontes subiu a bordo da Soyuz TMA-8, se tornando o primeiro brasileiro no espaço.
Na passagem pela Satc o ministro foi recebido pelos estudantes. Ele visitou os laboratórios de mecânica, Pronto 3D, Cocreation Lab, e os projetos AeroSatc e o carro elétrico Inowattis. “Procuramos mostrar um pouco da inovação que a Satc está promovendo, apresentando os projetos que são realizados aqui”, ressaltou o diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan.
A visita do ministro marca os 60 anos de fundação da instituição – que serão comemorados em maio – e fortalece uma parceria de seis décadas entre a indústria carbonífera, mantenedora da Satc, e o ensino. “É fundamental essa parceria entre o público e o privado, principalmente fortalecendo a educação. Santa Catarina tem muito disso, dessa disposição em participar”, ponderou Pontes.
No roteiro, o ministro seguiu para o Centro Tecnológico (CTSatc) onde pode conhecer melhor a planta piloto que está sendo finalizada para a captura de CO2. Projetos desenvolvidos no CTSatc são oriundos de parcerias com o próprio Ministério de Ciência e Tecnologia, Finep e Fapesc. “Nossa intenção é fomentar propostas e estimular o desenvolvimento de projetos em Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen.
É a união de esforços que irá transformar um país. “Temos uma única bandeira. Não somos vários brasis, mas um Brasil. Foi esse gesto que fiz quando estava decolando e apontava para a bandeira brasileira e é isso que pretendo aplicar”, ressaltou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Marcos Pontes. Na tarde desta sexta-feira (29), ele conheceu parte da estrutura da Satc. O dia também marca os 13 anos em que Pontes subiu a bordo da Soyuz TMA-8, se tornando o primeiro brasileiro no espaço.
Na passagem pela Satc o ministro foi recebido pelos estudantes. Ele visitou os laboratórios de mecânica, Pronto 3D, Cocreation Lab, e os projetos AeroSatc e o carro elétrico Inowattis. “Procuramos mostrar um pouco da inovação que a Satc está promovendo, apresentando os projetos que são realizados aqui”, ressaltou o diretor executivo da Satc e presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Luiz Zancan.

A visita do ministro marca os 60 anos de fundação da instituição – que serão comemorados em maio – e fortalece uma parceria de seis décadas entre a indústria carbonífera, mantenedora da Satc, e o ensino. “É fundamental essa parceria entre o público e o privado, principalmente fortalecendo a educação. Santa Catarina tem muito disso, dessa disposição em participar”, ponderou Pontes.
No roteiro, o ministro seguiu para o Centro Tecnológico (CTSatc) onde pode conhecer melhor a planta piloto que está sendo finalizada para a captura de CO2. Projetos desenvolvidos no CTSatc são oriundos de parcerias com o próprio Ministério de Ciência e Tecnologia, Finep e Fapesc. “Nossa intenção é fomentar propostas e estimular o desenvolvimento de projetos em Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen.

    Somos associados

     

  • CIAB
  • epe
  • World Coal Association
  • Global CCS Institute

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351