Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 720
    [i_conteudo] => 720
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2019-03-01
    [dt_conteudo] => 2019-03-01
    [4] => Investimento em nova central elétrica a carvão em Moçambique para produzir a partir de 2023
    [titulo] => Investimento em nova central elétrica a carvão em Moçambique para produzir a partir de 2023
    [5] => Diário de Notícias - Portugal 
    [autor] => Diário de Notícias - Portugal 
    [6] => 
    [resumo] => 
    [7] => 

A empresa Ncondezi Energy anunciou que pretende concretizar até final de março o investimento numa central elétrica a carvão em Tete, interior centro de Moçambique, para começar a produzir em 2023.

A empresa concluiu reuniões positivas com o comité de ligação, criado e presidido pelo Ministério moçambicano dos Recursos Minerais e Energia, onde foi apresentado o programa de trabalho e calendário atualizado que visa o fornecimento de energia até 2023", lê-se no comunicado distribuído na quinta-feira aos acionistas através da Bolsa de Valores de Londres.

Após as reuniões, "os potenciais parceiros estratégicos da companhia confirmaram que o processo para concluir o acordo de desenvolvimento conjunto", ou seja, a decisão de investimento, "pode agora avançar" até final "do primeiro trimestre de 2019".

A Ncondezi tem preparado nos últimos anos a construção de uma central elétrica a carvão associada a uma mina, que a vai alimentar, e que numa primeira fase deverá garantir ao mercado moçambicano 300 MW de energia, subindo depois para 1.800 MW.

O projeto prevê ainda exportação para a África do Sul e Zimbábue.

A empresa tem entre os acionistas de referência a Africa Finance Corporation (19.48%) e a empresa polaca Polenergia (10,31%).

A General Electric e a China Machinery Engineering Corporation (CMEC) são os parceiros estratégicos do projeto, com um leque de obras realizadas no setor da energia.

"O anúncio de hoje reforça a intenção séria de todas as partes em concretizar o projeto, um dos mais avançados no setor da energia na região", referiu Michael Haworth, presidente da empresa, citado no comunicado.

"O acordo de desenvolvimento conjunto (JDA, sigla inglesa de 'joint development agreement') é uma prioridade", concluiu.

[conteudo] =>

A empresa Ncondezi Energy anunciou que pretende concretizar até final de março o investimento numa central elétrica a carvão em Tete, interior centro de Moçambique, para começar a produzir em 2023.

A empresa concluiu reuniões positivas com o comité de ligação, criado e presidido pelo Ministério moçambicano dos Recursos Minerais e Energia, onde foi apresentado o programa de trabalho e calendário atualizado que visa o fornecimento de energia até 2023", lê-se no comunicado distribuído na quinta-feira aos acionistas através da Bolsa de Valores de Londres.

Após as reuniões, "os potenciais parceiros estratégicos da companhia confirmaram que o processo para concluir o acordo de desenvolvimento conjunto", ou seja, a decisão de investimento, "pode agora avançar" até final "do primeiro trimestre de 2019".

A Ncondezi tem preparado nos últimos anos a construção de uma central elétrica a carvão associada a uma mina, que a vai alimentar, e que numa primeira fase deverá garantir ao mercado moçambicano 300 MW de energia, subindo depois para 1.800 MW.

O projeto prevê ainda exportação para a África do Sul e Zimbábue.

A empresa tem entre os acionistas de referência a Africa Finance Corporation (19.48%) e a empresa polaca Polenergia (10,31%).

A General Electric e a China Machinery Engineering Corporation (CMEC) são os parceiros estratégicos do projeto, com um leque de obras realizadas no setor da energia.

"O anúncio de hoje reforça a intenção séria de todas as partes em concretizar o projeto, um dos mais avançados no setor da energia na região", referiu Michael Haworth, presidente da empresa, citado no comunicado.

"O acordo de desenvolvimento conjunto (JDA, sigla inglesa de 'joint development agreement') é uma prioridade", concluiu.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2019-03-06 17:11:08 [dt_sistema] => 2019-03-06 17:11:08 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Investimento em nova central elétrica a carvão em Moçambique para produzir a partir de 2023

01/03/2019

Diário de Notícias - Portugal

A empresa Ncondezi Energy anunciou que pretende concretizar até final de março o investimento numa central elétrica a carvão em Tete, interior centro de Moçambique, para começar a produzir em 2023.

A empresa concluiu reuniões positivas com o comité de ligação, criado e presidido pelo Ministério moçambicano dos Recursos Minerais e Energia, onde foi apresentado o programa de trabalho e calendário atualizado que visa o fornecimento de energia até 2023", lê-se no comunicado distribuído na quinta-feira aos acionistas através da Bolsa de Valores de Londres.

Após as reuniões, "os potenciais parceiros estratégicos da companhia confirmaram que o processo para concluir o acordo de desenvolvimento conjunto", ou seja, a decisão de investimento, "pode agora avançar" até final "do primeiro trimestre de 2019".

A Ncondezi tem preparado nos últimos anos a construção de uma central elétrica a carvão associada a uma mina, que a vai alimentar, e que numa primeira fase deverá garantir ao mercado moçambicano 300 MW de energia, subindo depois para 1.800 MW.

O projeto prevê ainda exportação para a África do Sul e Zimbábue.

A empresa tem entre os acionistas de referência a Africa Finance Corporation (19.48%) e a empresa polaca Polenergia (10,31%).

A General Electric e a China Machinery Engineering Corporation (CMEC) são os parceiros estratégicos do projeto, com um leque de obras realizadas no setor da energia.

"O anúncio de hoje reforça a intenção séria de todas as partes em concretizar o projeto, um dos mais avançados no setor da energia na região", referiu Michael Haworth, presidente da empresa, citado no comunicado.

"O acordo de desenvolvimento conjunto (JDA, sigla inglesa de 'joint development agreement') é uma prioridade", concluiu.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351