Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 713
    [i_conteudo] => 713
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2018-07-01
    [dt_conteudo] => 2018-07-01
    [4] => Professores dos Estados Unidos ministram curso de CCS em Criciúma
    [titulo] => Professores dos Estados Unidos ministram curso de CCS em Criciúma
    [5] => Eloíse de Lima
    [autor] => Eloíse de Lima
    [6] => Workshop capacitará profissionais do Centro Tecnológico para captura de CO2
    [resumo] => Workshop capacitará profissionais do Centro Tecnológico para captura de CO2
    [7] => 

Com o objetivo de aprimorar o entendimento do processo de captura de carbono, ocorreu na SATC o curso de Capacitação e Simulação em Captura de CO2 utilizando ASPEN ONE. O curso, que seguiu até esta quinta-feira (14). Os professores Fernando Lima e Debangsu Bhattacharyya, da Universidade de West Virgínia (WVU), foram os ministrantes do curso, que é voltado a pesquisadores, professores e estudantes da SATC, UFSC, UFC e Coppe UFRJ.

O processo de captura de carbono em desenvolvimento na SATC tem o intuito de testar a adsorção de CO2 através de zeólitas produzidas a partir de cinzas do carvão. A planta piloto, já em fase de montagem, irá testar se o processo é eficiente. O curso faz parte de uma série de ações do Programa de Captura de CO2 da SATC.

Segundo o professor da WVU, Fernando Lima, esses são os primeiros passos da cooperação internacional entre a WVU e a SATC. "A gente vai trocar ideias sobre o que fazemos lá e o que é feito aqui e conversar sobre possibilidades futuras de projetos de pesquisa e ensino, como possíveis intercâmbios, visitas e workshops", conta.

"É muito importante este curso para a SATC. Além disso, ações deste âmbito são fundamentais para acelerar o processo de desenvolvimento da tecnologia de captura de CO2 que está sendo implementada e para que os profissionais tenham a capacitação adequada", afirma o coordenador do Programa de Captura de CO2 da SATC, pesquisador e professor do curso de Engenharia Química, Thiago Aquino.

[conteudo] =>

Com o objetivo de aprimorar o entendimento do processo de captura de carbono, ocorreu na SATC o curso de Capacitação e Simulação em Captura de CO2 utilizando ASPEN ONE. O curso, que seguiu até esta quinta-feira (14). Os professores Fernando Lima e Debangsu Bhattacharyya, da Universidade de West Virgínia (WVU), foram os ministrantes do curso, que é voltado a pesquisadores, professores e estudantes da SATC, UFSC, UFC e Coppe UFRJ.

O processo de captura de carbono em desenvolvimento na SATC tem o intuito de testar a adsorção de CO2 através de zeólitas produzidas a partir de cinzas do carvão. A planta piloto, já em fase de montagem, irá testar se o processo é eficiente. O curso faz parte de uma série de ações do Programa de Captura de CO2 da SATC.

Segundo o professor da WVU, Fernando Lima, esses são os primeiros passos da cooperação internacional entre a WVU e a SATC. "A gente vai trocar ideias sobre o que fazemos lá e o que é feito aqui e conversar sobre possibilidades futuras de projetos de pesquisa e ensino, como possíveis intercâmbios, visitas e workshops", conta.

"É muito importante este curso para a SATC. Além disso, ações deste âmbito são fundamentais para acelerar o processo de desenvolvimento da tecnologia de captura de CO2 que está sendo implementada e para que os profissionais tenham a capacitação adequada", afirma o coordenador do Programa de Captura de CO2 da SATC, pesquisador e professor do curso de Engenharia Química, Thiago Aquino.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2018-09-11 17:49:06 [dt_sistema] => 2018-09-11 17:49:06 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Professores dos Estados Unidos ministram curso de CCS em Criciúma

01/07/2018

Eloíse de Lima

Com o objetivo de aprimorar o entendimento do processo de captura de carbono, ocorreu na SATC o curso de Capacitação e Simulação em Captura de CO2 utilizando ASPEN ONE. O curso, que seguiu até esta quinta-feira (14). Os professores Fernando Lima e Debangsu Bhattacharyya, da Universidade de West Virgínia (WVU), foram os ministrantes do curso, que é voltado a pesquisadores, professores e estudantes da SATC, UFSC, UFC e Coppe UFRJ.

O processo de captura de carbono em desenvolvimento na SATC tem o intuito de testar a adsorção de CO2 através de zeólitas produzidas a partir de cinzas do carvão. A planta piloto, já em fase de montagem, irá testar se o processo é eficiente. O curso faz parte de uma série de ações do Programa de Captura de CO2 da SATC.

Segundo o professor da WVU, Fernando Lima, esses são os primeiros passos da cooperação internacional entre a WVU e a SATC. "A gente vai trocar ideias sobre o que fazemos lá e o que é feito aqui e conversar sobre possibilidades futuras de projetos de pesquisa e ensino, como possíveis intercâmbios, visitas e workshops", conta.

"É muito importante este curso para a SATC. Além disso, ações deste âmbito são fundamentais para acelerar o processo de desenvolvimento da tecnologia de captura de CO2 que está sendo implementada e para que os profissionais tenham a capacitação adequada", afirma o coordenador do Programa de Captura de CO2 da SATC, pesquisador e professor do curso de Engenharia Química, Thiago Aquino.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351