Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 621
    [i_conteudo] => 621
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2016-09-16
    [dt_conteudo] => 2016-09-16
    [4] => Amor e orgulho a profissão levam pai e filho a registrar momentos em fotografias
    [titulo] => Amor e orgulho a profissão levam pai e filho a registrar momentos em fotografias
    [5] => Mayara Cardoso
    [autor] => Mayara Cardoso
    [6] => Em Lauro Müller, funcionário da Carbonífera Catarinense eterniza momentos emocionantes com o filho de sete meses
    [resumo] => Em Lauro Müller, funcionário da Carbonífera Catarinense eterniza momentos emocionantes com o filho de sete meses
    [7] => 

Pouco depois do Dia dos Pais o torneiro mecânico da Carbonífera Catarinense, Roger Costa Custódio, recebeu uma surpresa inesquecível. Sua mãe, Maria Nazaré, conhecida como dona Lea, confeccionou para o neto, Santiago, de apenas sete meses um uniforme igual ao que o filho utiliza diariamente para cumprir seu expediente na oficina da empresa. Com a ajuda da nora, Dona Lea programou tudo com muito cuidado e marcou um encontro com o filho num estúdio fotográfico de Lauro Müller. 
O resultado disso foi um momento de muita emoção eternizado nas fotografias. Quando Roger se deparou com o estúdio montado e seu filho devidamente "uniformizado" foi difícil conter as lágrimas. Emocionado, Custódio comentou sobre o futuro de seu filho fazendo lembrança ao sentimento que teve pelo seu pai. “Será que ele terá orgulho de mim um dia, como tive de meu pai?" questionou-se.
 
Tradição da família
Quando Roger tinha apenas sete anos e seu irmão nove, sua mãe confeccionou duas fardas de policial militar, profissão do patriarca da família, e todos esperaram para a surpresa logo depois de um dia exaustivo de trabalho do pai. A surpresa foi tão bonita e emocionante que a matriarca resolveu repetir. "Naquela época eu vi que meu pai ficou muito contente pela valorização que estávamos dando a seu trabalho", relembrou.

[conteudo] =>

Pouco depois do Dia dos Pais o torneiro mecânico da Carbonífera Catarinense, Roger Costa Custódio, recebeu uma surpresa inesquecível. Sua mãe, Maria Nazaré, conhecida como dona Lea, confeccionou para o neto, Santiago, de apenas sete meses um uniforme igual ao que o filho utiliza diariamente para cumprir seu expediente na oficina da empresa. Com a ajuda da nora, Dona Lea programou tudo com muito cuidado e marcou um encontro com o filho num estúdio fotográfico de Lauro Müller. 
O resultado disso foi um momento de muita emoção eternizado nas fotografias. Quando Roger se deparou com o estúdio montado e seu filho devidamente "uniformizado" foi difícil conter as lágrimas. Emocionado, Custódio comentou sobre o futuro de seu filho fazendo lembrança ao sentimento que teve pelo seu pai. “Será que ele terá orgulho de mim um dia, como tive de meu pai?" questionou-se.
 
Tradição da família
Quando Roger tinha apenas sete anos e seu irmão nove, sua mãe confeccionou duas fardas de policial militar, profissão do patriarca da família, e todos esperaram para a surpresa logo depois de um dia exaustivo de trabalho do pai. A surpresa foi tão bonita e emocionante que a matriarca resolveu repetir. "Naquela época eu vi que meu pai ficou muito contente pela valorização que estávamos dando a seu trabalho", relembrou.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2016-09-16 14:45:11 [dt_sistema] => 2016-09-16 14:45:11 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Amor e orgulho a profissão levam pai e filho a registrar momentos em fotografias

16/09/2016

Mayara Cardoso

Pouco depois do Dia dos Pais o torneiro mecânico da Carbonífera Catarinense, Roger Costa Custódio, recebeu uma surpresa inesquecível. Sua mãe, Maria Nazaré, conhecida como dona Lea, confeccionou para o neto, Santiago, de apenas sete meses um uniforme igual ao que o filho utiliza diariamente para cumprir seu expediente na oficina da empresa. Com a ajuda da nora, Dona Lea programou tudo com muito cuidado e marcou um encontro com o filho num estúdio fotográfico de Lauro Müller. 
O resultado disso foi um momento de muita emoção eternizado nas fotografias. Quando Roger se deparou com o estúdio montado e seu filho devidamente "uniformizado" foi difícil conter as lágrimas. Emocionado, Custódio comentou sobre o futuro de seu filho fazendo lembrança ao sentimento que teve pelo seu pai. “Será que ele terá orgulho de mim um dia, como tive de meu pai?" questionou-se.
 
Tradição da família
Quando Roger tinha apenas sete anos e seu irmão nove, sua mãe confeccionou duas fardas de policial militar, profissão do patriarca da família, e todos esperaram para a surpresa logo depois de um dia exaustivo de trabalho do pai. A surpresa foi tão bonita e emocionante que a matriarca resolveu repetir. "Naquela época eu vi que meu pai ficou muito contente pela valorização que estávamos dando a seu trabalho", relembrou.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351