Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 601
    [i_conteudo] => 601
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2016-06-20
    [dt_conteudo] => 2016-06-20
    [4] => Projeto Histórias da Indústria conta a trajetória de Ruy Hülse
    [titulo] => Projeto Histórias da Indústria conta a trajetória de Ruy Hülse
    [5] => Assessoria de Imprensa da Fiesc
    [autor] => Assessoria de Imprensa da Fiesc
    [6] => Aos 90 anos, o engenheiro de minas é presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc). Homenagem foi realizada pela Fiesc nesta sexta-feira (17), em Florianópolis.
    [resumo] => Aos 90 anos, o engenheiro de minas é presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc). Homenagem foi realizada pela Fiesc nesta sexta-feira (17), em Florianópolis.
    [7] => 

A nova edição do programa Histórias da Indústria, da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), conta a trajetória de Ruy Hülse. Filho de Heriberto Hülse e de Lucília Correia Hülse, o criciumense é engenheiro de minas. Foi deputado estadual e prefeito e Criciúma. Atualmente, é o presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

O vídeo foi apresentado na reunião de diretoria da FIESC, nesta sexta-feira (17), em Florianópolis.

https://www.youtube.com/watch?v=Eaia-Fn0RyU

“É um grande industrial, que tem uma longa história de sucesso e trabalho, sobretudo, na indústria do carvão mineral. O doutor Ruy até hoje está em atividade, presidindo e dando as diretrizes para o setor em Santa Catarina, afirmou o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, ressaltando a contribuição de Hülse na educação, com a criação, em 1968, da Fundação Educacional de Criciúma (Fucri), atual Unesc.

Ele também destacou a trajetória empresarial e política do homenageado e declarou que Hülse é um exemplo de vida. “Os passos que o governo dá para trás não vão nos impedir de caminhar para frente. Temos o testemunho de como é importante trabalhar, confiar e se dedicar ao desenvolvimento do País. Certamente, somos mais fortes do que aqueles que querem que o Brasil continue subdesenvolvido. E vamos fazer dele uma grande nação pelo exemplo que temos daqueles que nos precederam nas atividades políticas e empresarias”, completou Côrte.

“Recebo essa homenagem fruto mais da generosidade daqueles que a concederam do que pelo mérito daquele que a recebeu. Quero aproveitar a oportunidade para dividi-la com todos os meus colaboradores do Sindicato e daqueles que no passado lutaram por essa atividade, que já completa mais de cem anos,” afirmou Ruy.

Ele fez um breve relato da história do carvão em Santa Catarina, descoberto na região Sul do Estado por volta do ano de 1820. Hülse lembrou que a partir do surgimento da indústria carbonífera, foi construída a Ferrovia Tereza Cristina, com 118 quilômetros de extensão, construídos em apenas três anos, enquanto a duplicação do trecho Sul da BR-101 se arrastou por longos anos, comparou o engenheiro.

Ruy é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e retornou a Criciúma para trabalhar como engenheiro nas minas de carvão. Posteriormente, foi deputado estadual por três mandatos, de 1954 a 1965, quando elegeu-se prefeito de Criciúma, em uma eleição muito disputada, em que venceu por 72 votos.

Por 20 anos, foi diretor industrial e comercial do Grupo Cecrisa e depois voltou às suas origens, a atividade carbonífera, quando assumiu a presidência do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

Natural de Criciúma, Ruy nasceu no dia 7 de fevereiro de 1926. Formou-se em engenharia de minas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi deputado Estadual de Santa Catarina de 1955 a 1967. Atuou como residente da Assembleia em 1957 e 1º vice-presidente em 1960. Assumiu a prefeitura de Criciúma, de 1966 a 1970.

Atualmente também é o presidente de honra da Satc.

[conteudo] =>

A nova edição do programa Histórias da Indústria, da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), conta a trajetória de Ruy Hülse. Filho de Heriberto Hülse e de Lucília Correia Hülse, o criciumense é engenheiro de minas. Foi deputado estadual e prefeito e Criciúma. Atualmente, é o presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

O vídeo foi apresentado na reunião de diretoria da FIESC, nesta sexta-feira (17), em Florianópolis.

https://www.youtube.com/watch?v=Eaia-Fn0RyU

“É um grande industrial, que tem uma longa história de sucesso e trabalho, sobretudo, na indústria do carvão mineral. O doutor Ruy até hoje está em atividade, presidindo e dando as diretrizes para o setor em Santa Catarina, afirmou o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, ressaltando a contribuição de Hülse na educação, com a criação, em 1968, da Fundação Educacional de Criciúma (Fucri), atual Unesc.

Ele também destacou a trajetória empresarial e política do homenageado e declarou que Hülse é um exemplo de vida. “Os passos que o governo dá para trás não vão nos impedir de caminhar para frente. Temos o testemunho de como é importante trabalhar, confiar e se dedicar ao desenvolvimento do País. Certamente, somos mais fortes do que aqueles que querem que o Brasil continue subdesenvolvido. E vamos fazer dele uma grande nação pelo exemplo que temos daqueles que nos precederam nas atividades políticas e empresarias”, completou Côrte.

“Recebo essa homenagem fruto mais da generosidade daqueles que a concederam do que pelo mérito daquele que a recebeu. Quero aproveitar a oportunidade para dividi-la com todos os meus colaboradores do Sindicato e daqueles que no passado lutaram por essa atividade, que já completa mais de cem anos,” afirmou Ruy.

Ele fez um breve relato da história do carvão em Santa Catarina, descoberto na região Sul do Estado por volta do ano de 1820. Hülse lembrou que a partir do surgimento da indústria carbonífera, foi construída a Ferrovia Tereza Cristina, com 118 quilômetros de extensão, construídos em apenas três anos, enquanto a duplicação do trecho Sul da BR-101 se arrastou por longos anos, comparou o engenheiro.

Ruy é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e retornou a Criciúma para trabalhar como engenheiro nas minas de carvão. Posteriormente, foi deputado estadual por três mandatos, de 1954 a 1965, quando elegeu-se prefeito de Criciúma, em uma eleição muito disputada, em que venceu por 72 votos.

Por 20 anos, foi diretor industrial e comercial do Grupo Cecrisa e depois voltou às suas origens, a atividade carbonífera, quando assumiu a presidência do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

Natural de Criciúma, Ruy nasceu no dia 7 de fevereiro de 1926. Formou-se em engenharia de minas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi deputado Estadual de Santa Catarina de 1955 a 1967. Atuou como residente da Assembleia em 1957 e 1º vice-presidente em 1960. Assumiu a prefeitura de Criciúma, de 1966 a 1970.

Atualmente também é o presidente de honra da Satc.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2016-06-20 16:15:07 [dt_sistema] => 2016-06-20 16:15:07 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Projeto Histórias da Indústria conta a trajetória de Ruy Hülse

20/06/2016

Assessoria de Imprensa da Fiesc

A nova edição do programa Histórias da Indústria, da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), conta a trajetória de Ruy Hülse. Filho de Heriberto Hülse e de Lucília Correia Hülse, o criciumense é engenheiro de minas. Foi deputado estadual e prefeito e Criciúma. Atualmente, é o presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

O vídeo foi apresentado na reunião de diretoria da FIESC, nesta sexta-feira (17), em Florianópolis.

https://www.youtube.com/watch?v=Eaia-Fn0RyU

“É um grande industrial, que tem uma longa história de sucesso e trabalho, sobretudo, na indústria do carvão mineral. O doutor Ruy até hoje está em atividade, presidindo e dando as diretrizes para o setor em Santa Catarina, afirmou o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, ressaltando a contribuição de Hülse na educação, com a criação, em 1968, da Fundação Educacional de Criciúma (Fucri), atual Unesc.

Ele também destacou a trajetória empresarial e política do homenageado e declarou que Hülse é um exemplo de vida. “Os passos que o governo dá para trás não vão nos impedir de caminhar para frente. Temos o testemunho de como é importante trabalhar, confiar e se dedicar ao desenvolvimento do País. Certamente, somos mais fortes do que aqueles que querem que o Brasil continue subdesenvolvido. E vamos fazer dele uma grande nação pelo exemplo que temos daqueles que nos precederam nas atividades políticas e empresarias”, completou Côrte.

“Recebo essa homenagem fruto mais da generosidade daqueles que a concederam do que pelo mérito daquele que a recebeu. Quero aproveitar a oportunidade para dividi-la com todos os meus colaboradores do Sindicato e daqueles que no passado lutaram por essa atividade, que já completa mais de cem anos,” afirmou Ruy.

Ele fez um breve relato da história do carvão em Santa Catarina, descoberto na região Sul do Estado por volta do ano de 1820. Hülse lembrou que a partir do surgimento da indústria carbonífera, foi construída a Ferrovia Tereza Cristina, com 118 quilômetros de extensão, construídos em apenas três anos, enquanto a duplicação do trecho Sul da BR-101 se arrastou por longos anos, comparou o engenheiro.

Ruy é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e retornou a Criciúma para trabalhar como engenheiro nas minas de carvão. Posteriormente, foi deputado estadual por três mandatos, de 1954 a 1965, quando elegeu-se prefeito de Criciúma, em uma eleição muito disputada, em que venceu por 72 votos.

Por 20 anos, foi diretor industrial e comercial do Grupo Cecrisa e depois voltou às suas origens, a atividade carbonífera, quando assumiu a presidência do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc).

Natural de Criciúma, Ruy nasceu no dia 7 de fevereiro de 1926. Formou-se em engenharia de minas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi deputado Estadual de Santa Catarina de 1955 a 1967. Atuou como residente da Assembleia em 1957 e 1º vice-presidente em 1960. Assumiu a prefeitura de Criciúma, de 1966 a 1970.

Atualmente também é o presidente de honra da Satc.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351