Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 587
    [i_conteudo] => 587
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2016-03-28
    [dt_conteudo] => 2016-03-28
    [4] => Melhor do que o gás de xisto, gás de carvão: um novo Eldorado para a França?
    [titulo] => Melhor do que o gás de xisto, gás de carvão: um novo Eldorado para a França?
    [5] => 
    [autor] => 
    [6] => Président de la Française de l’Energie (FDE), qui a lancé une procédure d’introduction en Bourse, Julien Moulin estime que le potentiel du gaz de charbon, à la fois propre et compétitif, est colossal. 
    [resumo] => Président de la Française de l’Energie (FDE), qui a lancé une procédure d’introduction en Bourse, Julien Moulin estime que le potentiel du gaz de charbon, à la fois propre et compétitif, est colossal. 
    [7] => 

Julien Moulin, Presidente da Energia da França (FED), lançou um processo de IPO. Ele acredita que o potencial de gás de carvão, limpo e competitivo, é colossal. Uma oportunidade para a França, especialmente para o Lorraine e do Norte, onde existe grande potencial.

Capital.fr: As Energias verdes têm agora o vento soprando em suas velas. E o gás de carvão é um recurso limpo, ele estaria incluído na trasição para energias limpas que estão em curso?

Julien Moulin: Um estudo do Instituto de Energia e Pesquisa Ambiental (IFEU) destaca o baixo teor de carbono do gás de carvão da Lorraine, 10 vezes menor do que a do gás atualmente importado e consumido na França. Ao substituir parte por um limpador de gás local, que visam reduzir a poluição dos nossos territórios, registando-nos perfeitamente como parte da transição energética em curso em França e na Europa.

Capital.fr: Esta não é, contudo, uma energia renovável, nicho atualmente aclamado ...

Julien Moulin: Nós nos diferenciar pelo "novo com o velho." Produzir gás das antigas bacias de carvão francesas é um potencial inexplorado até à data. Este gás, que consiste de 96% de metano, é de muito boa qualidade. Ao dar uma segunda vida a essas bacias, vamos transformar o carvão futuro energético do gás.

Capital.fr: Como o gás de carvão difere de gás de xisto?

Julien Moulin: Em contraste com o gás de xisto, a técnica de extração é recuperar, sem utilizar técnicas invasivas, carvão de gás presente nas fendas naturais de carvão. O bombeamento da água contida em camadas de carvão permite que o gás escape livremente, um método que não requer a fraturação hidráulica. 

[conteudo] =>

Julien Moulin, Presidente da Energia da França (FED), lançou um processo de IPO. Ele acredita que o potencial de gás de carvão, limpo e competitivo, é colossal. Uma oportunidade para a França, especialmente para o Lorraine e do Norte, onde existe grande potencial.

Capital.fr: As Energias verdes têm agora o vento soprando em suas velas. E o gás de carvão é um recurso limpo, ele estaria incluído na trasição para energias limpas que estão em curso?

Julien Moulin: Um estudo do Instituto de Energia e Pesquisa Ambiental (IFEU) destaca o baixo teor de carbono do gás de carvão da Lorraine, 10 vezes menor do que a do gás atualmente importado e consumido na França. Ao substituir parte por um limpador de gás local, que visam reduzir a poluição dos nossos territórios, registando-nos perfeitamente como parte da transição energética em curso em França e na Europa.

Capital.fr: Esta não é, contudo, uma energia renovável, nicho atualmente aclamado ...

Julien Moulin: Nós nos diferenciar pelo "novo com o velho." Produzir gás das antigas bacias de carvão francesas é um potencial inexplorado até à data. Este gás, que consiste de 96% de metano, é de muito boa qualidade. Ao dar uma segunda vida a essas bacias, vamos transformar o carvão futuro energético do gás.

Capital.fr: Como o gás de carvão difere de gás de xisto?

Julien Moulin: Em contraste com o gás de xisto, a técnica de extração é recuperar, sem utilizar técnicas invasivas, carvão de gás presente nas fendas naturais de carvão. O bombeamento da água contida em camadas de carvão permite que o gás escape livremente, um método que não requer a fraturação hidráulica. 

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2016-03-30 12:38:18 [dt_sistema] => 2016-03-30 12:38:18 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Melhor do que o gás de xisto, gás de carvão: um novo Eldorado para a França?

28/03/2016

Julien Moulin, Presidente da Energia da França (FED), lançou um processo de IPO. Ele acredita que o potencial de gás de carvão, limpo e competitivo, é colossal. Uma oportunidade para a França, especialmente para o Lorraine e do Norte, onde existe grande potencial.

Capital.fr: As Energias verdes têm agora o vento soprando em suas velas. E o gás de carvão é um recurso limpo, ele estaria incluído na trasição para energias limpas que estão em curso?

Julien Moulin: Um estudo do Instituto de Energia e Pesquisa Ambiental (IFEU) destaca o baixo teor de carbono do gás de carvão da Lorraine, 10 vezes menor do que a do gás atualmente importado e consumido na França. Ao substituir parte por um limpador de gás local, que visam reduzir a poluição dos nossos territórios, registando-nos perfeitamente como parte da transição energética em curso em França e na Europa.

Capital.fr: Esta não é, contudo, uma energia renovável, nicho atualmente aclamado ...

Julien Moulin: Nós nos diferenciar pelo "novo com o velho." Produzir gás das antigas bacias de carvão francesas é um potencial inexplorado até à data. Este gás, que consiste de 96% de metano, é de muito boa qualidade. Ao dar uma segunda vida a essas bacias, vamos transformar o carvão futuro energético do gás.

Capital.fr: Como o gás de carvão difere de gás de xisto?

Julien Moulin: Em contraste com o gás de xisto, a técnica de extração é recuperar, sem utilizar técnicas invasivas, carvão de gás presente nas fendas naturais de carvão. O bombeamento da água contida em camadas de carvão permite que o gás escape livremente, um método que não requer a fraturação hidráulica. 

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351