Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 586
    [i_conteudo] => 586
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2016-03-28
    [dt_conteudo] => 2016-03-28
    [4] => Grupo indiano contrata consultor para central térmica em Moçambique
    [titulo] => Grupo indiano contrata consultor para central térmica em Moçambique
    [5] => 
    [autor] => 
    [6] => O grupo indiano Jindal Steel and Power pretende contratar um consultor para gerir o projecto de construção de uma central térmica de 150 megawatts junto à mina de carvão em Chirodzi, província de Tete, em Moçambique, noticiou a imprensa internacional.
    [resumo] => O grupo indiano Jindal Steel and Power pretende contratar um consultor para gerir o projecto de construção de uma central térmica de 150 megawatts junto à mina de carvão em Chirodzi, província de Tete, em Moçambique, noticiou a imprensa internacional.
    [7] => 

O grupo indiano Jindal Steel and Power pretende contratar um consultor para gerir o projecto de construção de uma central térmica de 150 megawatts junto à mina de carvão em Chirodzi, província de Tete, em Moçambique, noticiou a imprensa internacional.

De acordo com o anúncio publicado na passada sexta-feira, a central que está a ser projectada tem uma dimensão metade da inicialmente prevista há cerca de um ano, quando o responsável pelas operações em Moçambique referiu o projecto de construir duas centrais com 150 megawatts cada uma.

O projecto desta central única será detido pela Jindal Investimentos, uma subsidiária controlada a 100% pela subsidiária do grupo constituída nas ilhas Maurícias. A própria JSPL Mozambique Minerais Limitada, que explora a mina de carvão, é detida em 97,5% pela subsidiária das ilhas Maurícias, por sua vez controlada a 100% pelo grupo indiano.

A energia a ser produzida nesta central será vendida à estatal Electricidade de Moçambique ao abrigo de um contracto válido por 25 anos, informa o anúncio do grupo indiano publicado no matutino Notícias, de Maputo.

O anúncio adianta que após a selecção do consultor a Jindal Investimentos abrirá concursos para a construção da central em regime de chave na mão bem como a assinatura de um contracto de funcionamento e operação.

Esta central térmica vai exigir a construção de uma linha de transporte de energia eléctrica até à linha de 220kV entre o Songo e Matambo. (Macauhub/MZ)

[conteudo] =>

O grupo indiano Jindal Steel and Power pretende contratar um consultor para gerir o projecto de construção de uma central térmica de 150 megawatts junto à mina de carvão em Chirodzi, província de Tete, em Moçambique, noticiou a imprensa internacional.

De acordo com o anúncio publicado na passada sexta-feira, a central que está a ser projectada tem uma dimensão metade da inicialmente prevista há cerca de um ano, quando o responsável pelas operações em Moçambique referiu o projecto de construir duas centrais com 150 megawatts cada uma.

O projecto desta central única será detido pela Jindal Investimentos, uma subsidiária controlada a 100% pela subsidiária do grupo constituída nas ilhas Maurícias. A própria JSPL Mozambique Minerais Limitada, que explora a mina de carvão, é detida em 97,5% pela subsidiária das ilhas Maurícias, por sua vez controlada a 100% pelo grupo indiano.

A energia a ser produzida nesta central será vendida à estatal Electricidade de Moçambique ao abrigo de um contracto válido por 25 anos, informa o anúncio do grupo indiano publicado no matutino Notícias, de Maputo.

O anúncio adianta que após a selecção do consultor a Jindal Investimentos abrirá concursos para a construção da central em regime de chave na mão bem como a assinatura de um contracto de funcionamento e operação.

Esta central térmica vai exigir a construção de uma linha de transporte de energia eléctrica até à linha de 220kV entre o Songo e Matambo. (Macauhub/MZ)

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2016-03-30 12:36:08 [dt_sistema] => 2016-03-30 12:36:08 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Grupo indiano contrata consultor para central térmica em Moçambique

28/03/2016

O grupo indiano Jindal Steel and Power pretende contratar um consultor para gerir o projecto de construção de uma central térmica de 150 megawatts junto à mina de carvão em Chirodzi, província de Tete, em Moçambique, noticiou a imprensa internacional.

De acordo com o anúncio publicado na passada sexta-feira, a central que está a ser projectada tem uma dimensão metade da inicialmente prevista há cerca de um ano, quando o responsável pelas operações em Moçambique referiu o projecto de construir duas centrais com 150 megawatts cada uma.

O projecto desta central única será detido pela Jindal Investimentos, uma subsidiária controlada a 100% pela subsidiária do grupo constituída nas ilhas Maurícias. A própria JSPL Mozambique Minerais Limitada, que explora a mina de carvão, é detida em 97,5% pela subsidiária das ilhas Maurícias, por sua vez controlada a 100% pelo grupo indiano.

A energia a ser produzida nesta central será vendida à estatal Electricidade de Moçambique ao abrigo de um contracto válido por 25 anos, informa o anúncio do grupo indiano publicado no matutino Notícias, de Maputo.

O anúncio adianta que após a selecção do consultor a Jindal Investimentos abrirá concursos para a construção da central em regime de chave na mão bem como a assinatura de um contracto de funcionamento e operação.

Esta central térmica vai exigir a construção de uma linha de transporte de energia eléctrica até à linha de 220kV entre o Songo e Matambo. (Macauhub/MZ)

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351