Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 57
    [i_conteudo] => 57
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2013-05-04
    [dt_conteudo] => 2013-05-04
    [4] => Carvão mineral é incluído em leilão de energia
    [titulo] => Carvão mineral é incluído em leilão de energia
    [5] => Estela Benetti
    [autor] => Estela Benetti
    [6] => Está definida a inclusão do carvão mineral em leilão de usinas térmicas para geração de energia, uma decisão muito esperada pelo setor no Sul. O Ministério das Minas e Energia publicou ontem portaria informando que será dia 29 de agosto o leilão de energia de novos projetos de geração 
    [resumo] => Está definida a inclusão do carvão mineral em leilão de usinas térmicas para geração de energia, uma decisão muito esperada pelo setor no Sul. O Ministério das Minas e Energia publicou ontem portaria informando que será dia 29 de agosto o leilão de energia de novos projetos de geração 
    [7] => 

Está definida a inclusão do carvão mineral em leilão de usinas térmicas para geração de energia, uma decisão muito esperada pelo setor no Sul. O Ministério das Minas e Energia publicou ontem portaria informando que será dia 29 de agosto o leilão de energia de novos projetos de geração "A-5", para fornecimento a partir de janeiro de 2018. As termelétricas não poderão ter custo unitário variável superior a R$ 105 por megawatt-hora.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, novos incentivos são fundamentais. O Estado precisa desonerar tributos e a União deve oferecer linhas de crédito semelhantes às da geração hidrelétrica. O Sul tem três projetos: a Usitesc, de Treviso, SC, de R$ 2 bilhões que vai gerar 440 MW, e duas usinas da MPX, de Eike Batista, no RS, orçadas em R$ 10 bilhões, que vão gerar 1.327 MW.

Preço maior

O presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral, Fernando Zancan, explica que a energia a carvão é a mais barata quando o país é obrigado a gerar térmicas. Enquanto o custo de energia do gás natural chegou a R$ 1.060 por MW em Uruguaiana e caiu para R$ 630, o despacho de carvão sai por R$ 120.

Sul paga sozinho

Consumidores da Região Sul terão que pagar sozinhos os altos custos da geração a gás natural pela térmica de Uruguaiana. É uma decisão injusta porque a região sempre pagou despesas de outros estados. O custo ficou centralizado porque o ONS considerou só a decisão de atender o Sul no momento em que foi despachada a usina.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/estelabenetti/2013/05/04/carvao-mineral-e-incluido-em-leilao-de-energia/?topo=67,2,18,,,67

[conteudo] =>

Está definida a inclusão do carvão mineral em leilão de usinas térmicas para geração de energia, uma decisão muito esperada pelo setor no Sul. O Ministério das Minas e Energia publicou ontem portaria informando que será dia 29 de agosto o leilão de energia de novos projetos de geração "A-5", para fornecimento a partir de janeiro de 2018. As termelétricas não poderão ter custo unitário variável superior a R$ 105 por megawatt-hora.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, novos incentivos são fundamentais. O Estado precisa desonerar tributos e a União deve oferecer linhas de crédito semelhantes às da geração hidrelétrica. O Sul tem três projetos: a Usitesc, de Treviso, SC, de R$ 2 bilhões que vai gerar 440 MW, e duas usinas da MPX, de Eike Batista, no RS, orçadas em R$ 10 bilhões, que vão gerar 1.327 MW.

Preço maior

O presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral, Fernando Zancan, explica que a energia a carvão é a mais barata quando o país é obrigado a gerar térmicas. Enquanto o custo de energia do gás natural chegou a R$ 1.060 por MW em Uruguaiana e caiu para R$ 630, o despacho de carvão sai por R$ 120.

Sul paga sozinho

Consumidores da Região Sul terão que pagar sozinhos os altos custos da geração a gás natural pela térmica de Uruguaiana. É uma decisão injusta porque a região sempre pagou despesas de outros estados. O custo ficou centralizado porque o ONS considerou só a decisão de atender o Sul no momento em que foi despachada a usina.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/estelabenetti/2013/05/04/carvao-mineral-e-incluido-em-leilao-de-energia/?topo=67,2,18,,,67

[8] => carvão, mineral, leilão [palavra_chave] => carvão, mineral, leilão [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2013-05-13 17:53:43 [dt_sistema] => 2013-05-13 17:53:43 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Carvão mineral é incluído em leilão de energia

04/05/2013

Estela Benetti

Está definida a inclusão do carvão mineral em leilão de usinas térmicas para geração de energia, uma decisão muito esperada pelo setor no Sul. O Ministério das Minas e Energia publicou ontem portaria informando que será dia 29 de agosto o leilão de energia de novos projetos de geração "A-5", para fornecimento a partir de janeiro de 2018. As termelétricas não poderão ter custo unitário variável superior a R$ 105 por megawatt-hora.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, novos incentivos são fundamentais. O Estado precisa desonerar tributos e a União deve oferecer linhas de crédito semelhantes às da geração hidrelétrica. O Sul tem três projetos: a Usitesc, de Treviso, SC, de R$ 2 bilhões que vai gerar 440 MW, e duas usinas da MPX, de Eike Batista, no RS, orçadas em R$ 10 bilhões, que vão gerar 1.327 MW.

Preço maior

O presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral, Fernando Zancan, explica que a energia a carvão é a mais barata quando o país é obrigado a gerar térmicas. Enquanto o custo de energia do gás natural chegou a R$ 1.060 por MW em Uruguaiana e caiu para R$ 630, o despacho de carvão sai por R$ 120.

Sul paga sozinho

Consumidores da Região Sul terão que pagar sozinhos os altos custos da geração a gás natural pela térmica de Uruguaiana. É uma decisão injusta porque a região sempre pagou despesas de outros estados. O custo ficou centralizado porque o ONS considerou só a decisão de atender o Sul no momento em que foi despachada a usina.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/estelabenetti/2013/05/04/carvao-mineral-e-incluido-em-leilao-de-energia/?topo=67,2,18,,,67

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351