Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 549
    [i_conteudo] => 549
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2015-12-10
    [dt_conteudo] => 2015-12-10
    [4] => A Parceria entre o NETL e a ABCM mostra resultados importantes
    [titulo] => A Parceria entre o NETL e a ABCM mostra resultados importantes
    [5] => Solos Comunicação
    [autor] => Solos Comunicação
    [6] => Convênio entre as instituições começou em 2007 e o primeiro resultado foi o apoio do NETL para a criação do Centro Tecnológico do Carvão Limpo (CTCL).
    [resumo] => Convênio entre as instituições começou em 2007 e o primeiro resultado foi o apoio do NETL para a criação do Centro Tecnológico do Carvão Limpo (CTCL).
    [7] => 

A ABCM a SATC e o NETL - Laboratório Nacional de Energia dos Estados Unidos (National Energy Technolgy Laboratory) parceiro da ABCM em projetos de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de gaseificação de carvão mineral e captura de CO2, realizaram no dia 07/12, em Pittsburgh/Pensilvânia, reunião de avaliação e informação sobre o acordo de cooperação entre o NETL/USDOE a ABCM.

A parceria entre as duas instituições teve inicio em 2007 e o primeiro resultado foi o apoio do NETL para a criação do CTCL - Centro Tecnológico do Carvão Limpo, em Criciúma, localizado na SATC - Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina. Fernando Luiz Zancan, presidente da ABCM e diretor executivo da SATC, participou do evento.

O encontro do Presidente da ABCM, juntamente com o Eng. Thiago Aquino, coordenador do projeto de captura de CO2 da SATC, visa estreitar as relações com o NETL, conhecer o andamento do projeto nos Estados Unidos e informar sobre o andamento dos trabalhos no Brasil.

Na reunião foram apresentados os resultado obtidos nos laboratórios da NETL, em Pittsburgh, na captura de CO2, por meio de um "adsorvente sólido", em fase de desenvolvimento, já patenteado nos Estados Unidos, sendo o único adsorvente sólido que contém cinza de carvão na sua composição.

Foi apresentado o programa de testes para 2016. O CTCL é o primeiro laboratório do gênero que contará com uma planta piloto para captura de CO2 de usinas a carvão na América Latina, dedicado a pesquisar e desenvolver tecnologias para o emprego do carvão mineral, buscando mitigar os impactos ambientais.

O primeiro reator a utilizar o novo processo será instalado no laboratório do CTCL, em Criciúma/SC em 2017. Ainda esse ano será iniciada a construção civil, que abrigará a planta piloto, usando tecnologia desenvolvida no NETL, junto com a empresa ARI e utilizará diversos adsorventes sólidos, dentre esses o que está sendo desenvolvido nos Estados Unidos. O novo sistema significa um grande avanço, uma vez que os resultados da pesquisa demonstram redução de custos nos adsorventes. O foco do projeto e capturar no mínimo 50% do CO2 o que compete com o CO2 gerado por uma usina a gás natural.

A importância dessa inovação para a geração de energia limpa é bastante significativa uma vez que o carvão é o combustível fóssil mais abundante e barato do planeta, e que a única restrição a sua utilização em larga escala reside em seu grau de emissão de gases de efeito estufa. Quando a tecnologia de Captura de CO2 chegar às usinas geradoras de energia, o uso do carvão terá baixo impacto ambiental, podendo contribuir de forma sustentável na verdadeira universalização da energia elétrica com segurança energética para muitos países pobres e em desenvolvimento.

O papel de protagonismo da ABCM nesse processo de captura de CO2, por meio de um adsorvente sólido, coloca o Brasil entre os países avançados na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de baixo carbono para a geração de energia a partir de fontes fósseis, juntamente com Estados Unidos, China e Canadá.

Na reunião de Pittsburgh estiveram presentes, além de Zancan, o coordenador responsável pelo projeto de CO2 da CTCL, Eng. Thiago Aquino, bem como os representantes da NETL, como a pesquisadora PhD. Cynthia Powell, PhD Michael Nowak e Phd Charles Taylor, International Activities Manager.

[conteudo] =>

A ABCM a SATC e o NETL - Laboratório Nacional de Energia dos Estados Unidos (National Energy Technolgy Laboratory) parceiro da ABCM em projetos de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de gaseificação de carvão mineral e captura de CO2, realizaram no dia 07/12, em Pittsburgh/Pensilvânia, reunião de avaliação e informação sobre o acordo de cooperação entre o NETL/USDOE a ABCM.

A parceria entre as duas instituições teve inicio em 2007 e o primeiro resultado foi o apoio do NETL para a criação do CTCL - Centro Tecnológico do Carvão Limpo, em Criciúma, localizado na SATC - Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina. Fernando Luiz Zancan, presidente da ABCM e diretor executivo da SATC, participou do evento.

O encontro do Presidente da ABCM, juntamente com o Eng. Thiago Aquino, coordenador do projeto de captura de CO2 da SATC, visa estreitar as relações com o NETL, conhecer o andamento do projeto nos Estados Unidos e informar sobre o andamento dos trabalhos no Brasil.

Na reunião foram apresentados os resultado obtidos nos laboratórios da NETL, em Pittsburgh, na captura de CO2, por meio de um "adsorvente sólido", em fase de desenvolvimento, já patenteado nos Estados Unidos, sendo o único adsorvente sólido que contém cinza de carvão na sua composição.

Foi apresentado o programa de testes para 2016. O CTCL é o primeiro laboratório do gênero que contará com uma planta piloto para captura de CO2 de usinas a carvão na América Latina, dedicado a pesquisar e desenvolver tecnologias para o emprego do carvão mineral, buscando mitigar os impactos ambientais.

O primeiro reator a utilizar o novo processo será instalado no laboratório do CTCL, em Criciúma/SC em 2017. Ainda esse ano será iniciada a construção civil, que abrigará a planta piloto, usando tecnologia desenvolvida no NETL, junto com a empresa ARI e utilizará diversos adsorventes sólidos, dentre esses o que está sendo desenvolvido nos Estados Unidos. O novo sistema significa um grande avanço, uma vez que os resultados da pesquisa demonstram redução de custos nos adsorventes. O foco do projeto e capturar no mínimo 50% do CO2 o que compete com o CO2 gerado por uma usina a gás natural.

A importância dessa inovação para a geração de energia limpa é bastante significativa uma vez que o carvão é o combustível fóssil mais abundante e barato do planeta, e que a única restrição a sua utilização em larga escala reside em seu grau de emissão de gases de efeito estufa. Quando a tecnologia de Captura de CO2 chegar às usinas geradoras de energia, o uso do carvão terá baixo impacto ambiental, podendo contribuir de forma sustentável na verdadeira universalização da energia elétrica com segurança energética para muitos países pobres e em desenvolvimento.

O papel de protagonismo da ABCM nesse processo de captura de CO2, por meio de um adsorvente sólido, coloca o Brasil entre os países avançados na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de baixo carbono para a geração de energia a partir de fontes fósseis, juntamente com Estados Unidos, China e Canadá.

Na reunião de Pittsburgh estiveram presentes, além de Zancan, o coordenador responsável pelo projeto de CO2 da CTCL, Eng. Thiago Aquino, bem como os representantes da NETL, como a pesquisadora PhD. Cynthia Powell, PhD Michael Nowak e Phd Charles Taylor, International Activities Manager.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2015-12-11 14:17:17 [dt_sistema] => 2015-12-11 14:17:17 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

A Parceria entre o NETL e a ABCM mostra resultados importantes

10/12/2015

Solos Comunicação

A ABCM a SATC e o NETL - Laboratório Nacional de Energia dos Estados Unidos (National Energy Technolgy Laboratory) parceiro da ABCM em projetos de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de gaseificação de carvão mineral e captura de CO2, realizaram no dia 07/12, em Pittsburgh/Pensilvânia, reunião de avaliação e informação sobre o acordo de cooperação entre o NETL/USDOE a ABCM.

A parceria entre as duas instituições teve inicio em 2007 e o primeiro resultado foi o apoio do NETL para a criação do CTCL - Centro Tecnológico do Carvão Limpo, em Criciúma, localizado na SATC - Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina. Fernando Luiz Zancan, presidente da ABCM e diretor executivo da SATC, participou do evento.

O encontro do Presidente da ABCM, juntamente com o Eng. Thiago Aquino, coordenador do projeto de captura de CO2 da SATC, visa estreitar as relações com o NETL, conhecer o andamento do projeto nos Estados Unidos e informar sobre o andamento dos trabalhos no Brasil.

Na reunião foram apresentados os resultado obtidos nos laboratórios da NETL, em Pittsburgh, na captura de CO2, por meio de um "adsorvente sólido", em fase de desenvolvimento, já patenteado nos Estados Unidos, sendo o único adsorvente sólido que contém cinza de carvão na sua composição.

Foi apresentado o programa de testes para 2016. O CTCL é o primeiro laboratório do gênero que contará com uma planta piloto para captura de CO2 de usinas a carvão na América Latina, dedicado a pesquisar e desenvolver tecnologias para o emprego do carvão mineral, buscando mitigar os impactos ambientais.

O primeiro reator a utilizar o novo processo será instalado no laboratório do CTCL, em Criciúma/SC em 2017. Ainda esse ano será iniciada a construção civil, que abrigará a planta piloto, usando tecnologia desenvolvida no NETL, junto com a empresa ARI e utilizará diversos adsorventes sólidos, dentre esses o que está sendo desenvolvido nos Estados Unidos. O novo sistema significa um grande avanço, uma vez que os resultados da pesquisa demonstram redução de custos nos adsorventes. O foco do projeto e capturar no mínimo 50% do CO2 o que compete com o CO2 gerado por uma usina a gás natural.

A importância dessa inovação para a geração de energia limpa é bastante significativa uma vez que o carvão é o combustível fóssil mais abundante e barato do planeta, e que a única restrição a sua utilização em larga escala reside em seu grau de emissão de gases de efeito estufa. Quando a tecnologia de Captura de CO2 chegar às usinas geradoras de energia, o uso do carvão terá baixo impacto ambiental, podendo contribuir de forma sustentável na verdadeira universalização da energia elétrica com segurança energética para muitos países pobres e em desenvolvimento.

O papel de protagonismo da ABCM nesse processo de captura de CO2, por meio de um adsorvente sólido, coloca o Brasil entre os países avançados na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de baixo carbono para a geração de energia a partir de fontes fósseis, juntamente com Estados Unidos, China e Canadá.

Na reunião de Pittsburgh estiveram presentes, além de Zancan, o coordenador responsável pelo projeto de CO2 da CTCL, Eng. Thiago Aquino, bem como os representantes da NETL, como a pesquisadora PhD. Cynthia Powell, PhD Michael Nowak e Phd Charles Taylor, International Activities Manager.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351