Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 494
    [i_conteudo] => 494
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2015-07-08
    [dt_conteudo] => 2015-07-08
    [4] => Apodi faz cimento especial com cinza de carvão 
    [titulo] => Apodi faz cimento especial com cinza de carvão 
    [5] => - Diário do Nordeste
    [autor] => - Diário do Nordeste
    [6] => 
    [resumo] => 
    [7] => 

As usinas termelétricas Pecém I e Pecém II, que geram 1.085 megawatts de energia elétrica movida a carvão mineral, produzem, diariamente, 1.300 toneladas de cinzas oriundas, exatamente, da queima desse carvão, que é importado da Colômbia.

Pois bem: grande parte dessas cinzas é adquirida pela Companhia de Cimento Apodi, que, na sua gigantesca fábrica de Quixeré, está produzindo um tipo especial de cimento, denominado CP-4, cuja composição é de 90% cinzas e 10% cimento.

Esse cimento especial está sendo adquirido por empresas construtoras dos estados do Norte do País, que o utilizam na fabricação de tijolos rígidos e porosos, próprios para pisos de calçadas e calçamentos de cidades e condomínios.

A Universidade Federal do Ceará já está desenvolvendo pesquisas sobre novas utilidades para as cinzas do carvão mineral. 

[conteudo] =>

As usinas termelétricas Pecém I e Pecém II, que geram 1.085 megawatts de energia elétrica movida a carvão mineral, produzem, diariamente, 1.300 toneladas de cinzas oriundas, exatamente, da queima desse carvão, que é importado da Colômbia.

Pois bem: grande parte dessas cinzas é adquirida pela Companhia de Cimento Apodi, que, na sua gigantesca fábrica de Quixeré, está produzindo um tipo especial de cimento, denominado CP-4, cuja composição é de 90% cinzas e 10% cimento.

Esse cimento especial está sendo adquirido por empresas construtoras dos estados do Norte do País, que o utilizam na fabricação de tijolos rígidos e porosos, próprios para pisos de calçadas e calçamentos de cidades e condomínios.

A Universidade Federal do Ceará já está desenvolvendo pesquisas sobre novas utilidades para as cinzas do carvão mineral. 

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2015-07-15 14:24:39 [dt_sistema] => 2015-07-15 14:24:39 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Apodi faz cimento especial com cinza de carvão

08/07/2015

- Diário do Nordeste

As usinas termelétricas Pecém I e Pecém II, que geram 1.085 megawatts de energia elétrica movida a carvão mineral, produzem, diariamente, 1.300 toneladas de cinzas oriundas, exatamente, da queima desse carvão, que é importado da Colômbia.

Pois bem: grande parte dessas cinzas é adquirida pela Companhia de Cimento Apodi, que, na sua gigantesca fábrica de Quixeré, está produzindo um tipo especial de cimento, denominado CP-4, cuja composição é de 90% cinzas e 10% cimento.

Esse cimento especial está sendo adquirido por empresas construtoras dos estados do Norte do País, que o utilizam na fabricação de tijolos rígidos e porosos, próprios para pisos de calçadas e calçamentos de cidades e condomínios.

A Universidade Federal do Ceará já está desenvolvendo pesquisas sobre novas utilidades para as cinzas do carvão mineral. 

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351