Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 490
    [i_conteudo] => 490
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2015-07-10
    [dt_conteudo] => 2015-07-10
    [4] => “Novo laboratório tem o objetivo de agregar valor ao carvão”, diz Ruy Hülse
    [titulo] => “Novo laboratório tem o objetivo de agregar valor ao carvão”, diz Ruy Hülse
    [5] => Lucas Jorge - Assessoria de Imprensa Siecesc
    [autor] => Lucas Jorge - Assessoria de Imprensa Siecesc
    [6] => Inauguração do prédio, segundo do Parque Tecnológico da Satc, contou com a presença de autoridades políticas e funcionários da Satc.
    [resumo] => Inauguração do prédio, segundo do Parque Tecnológico da Satc, contou com a presença de autoridades políticas e funcionários da Satc.
    [7] => 

Foi inaugurado, nesta sexta-feira (10), às 15h, o novo prédio do Parque Tecnológico da Satc, o Laboratório de Combustíveis Sólidos. A segunda edificação do complexo tecnológico recebeu o nome do ex-senador Luiz Henrique da Silveira.

A cerimônia de descerramento da placa inaugural contou com a presença de autoridades políticas e colaboradores da Satc. O presidente do Siecesc, engenheiro Ruy Hülse, destacou a importância do novo prédio.  “O novo laboratório tem o objetivo de agregar valor ao carvão. E merecidamente recebe o nome de Luiz Henrique da Silveira, que sempre foi muito importante para o setor”, afirmou.

O prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo, ressaltou a formação educacional da Satc. “Hoje celebra-se dois fatos. A inauguração deste prédio é importante não só para o carvão, mas para a formação técnica que este laboratório trará aos alunos da Satc”. E a segunda é essa justa homenagem a este entusiasta do carvão que foi Luiz Henrique da Silveira”.

O novo prédio, que fica ao lado do Centro Tecnológico de Carvão Limpo (CTCL), teve ajuda financeira para a construção através de verba proveniente da FAPESC (R$ 1.217.000,00), FINEP (R$ 1.277.000,00) e SATC (R$ 1.300.000,00). Os equipamentos dos laboratórios foram financiados pela ELETROBRÁS (R$ 1.410.000,00). O total de R$ 5,2 milhões de investimento viabilizou a implantação do laboratório, que serve de base para o controle de qualidade de carvões, monitoramento ambiental e pesquisas tecnológicas ligadas a mineração e meio ambiente.

“A importância deste evento é para milhões de pessoas, já que o brasileiro que não está aqui participa disso através da energia que chega a sua casa, através da indústria carbonífera. Muitas vezes não temos noção de quanto o carvão presta de contribuição ao Brasil, principalmente para as indústrias e um grande exemplo é a Satc ”, ressaltou o senador Paulo Bauer, atual presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Carvão Mineral.

Para a sequência da implantação do Parque Tecnológico já estão alocados R$ 4,4 milhões, para a construção do terceiro prédio que deverá ser iniciado em outubro de 2015. O terceiro prédio será destinado a estudos de captura, armazenamento e uso do carbono no Brasil. O total de recursos disponível até o momento é de R$ 13,5 milhões.

Laboratório homenageou Luiz Henrique da Silveira

O espaço recebe o nome de “Laboratório Luiz Henrique da Silveira”, uma homenagem ao ex-senador e ex-governador catarinense que sempre se mostrou atento a indústria do carvão mineral e morreu em maio de 2015.

Representando a família do homenageado o ex-presidente da Casan, Walmor De Luca, que era amigo de Luiz Henrique da Silveira, fez questão de lembrar o quanto o ex-senador e governador se importava não só com o carvão, mas também com a tecnologia. “Luiz Henrique, se aqui estivesse, com certeza estaria muito orgulhoso deste projeto. Era um homem que sabia da importância da tecnologia e da integração dela com o carvão. Em nome da família, gostaria de agradecer a justa homenagem”, exaltou De Luca.

 

[conteudo] =>

Foi inaugurado, nesta sexta-feira (10), às 15h, o novo prédio do Parque Tecnológico da Satc, o Laboratório de Combustíveis Sólidos. A segunda edificação do complexo tecnológico recebeu o nome do ex-senador Luiz Henrique da Silveira.

A cerimônia de descerramento da placa inaugural contou com a presença de autoridades políticas e colaboradores da Satc. O presidente do Siecesc, engenheiro Ruy Hülse, destacou a importância do novo prédio.  “O novo laboratório tem o objetivo de agregar valor ao carvão. E merecidamente recebe o nome de Luiz Henrique da Silveira, que sempre foi muito importante para o setor”, afirmou.

O prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo, ressaltou a formação educacional da Satc. “Hoje celebra-se dois fatos. A inauguração deste prédio é importante não só para o carvão, mas para a formação técnica que este laboratório trará aos alunos da Satc”. E a segunda é essa justa homenagem a este entusiasta do carvão que foi Luiz Henrique da Silveira”.

O novo prédio, que fica ao lado do Centro Tecnológico de Carvão Limpo (CTCL), teve ajuda financeira para a construção através de verba proveniente da FAPESC (R$ 1.217.000,00), FINEP (R$ 1.277.000,00) e SATC (R$ 1.300.000,00). Os equipamentos dos laboratórios foram financiados pela ELETROBRÁS (R$ 1.410.000,00). O total de R$ 5,2 milhões de investimento viabilizou a implantação do laboratório, que serve de base para o controle de qualidade de carvões, monitoramento ambiental e pesquisas tecnológicas ligadas a mineração e meio ambiente.

“A importância deste evento é para milhões de pessoas, já que o brasileiro que não está aqui participa disso através da energia que chega a sua casa, através da indústria carbonífera. Muitas vezes não temos noção de quanto o carvão presta de contribuição ao Brasil, principalmente para as indústrias e um grande exemplo é a Satc ”, ressaltou o senador Paulo Bauer, atual presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Carvão Mineral.

Para a sequência da implantação do Parque Tecnológico já estão alocados R$ 4,4 milhões, para a construção do terceiro prédio que deverá ser iniciado em outubro de 2015. O terceiro prédio será destinado a estudos de captura, armazenamento e uso do carbono no Brasil. O total de recursos disponível até o momento é de R$ 13,5 milhões.

Laboratório homenageou Luiz Henrique da Silveira

O espaço recebe o nome de “Laboratório Luiz Henrique da Silveira”, uma homenagem ao ex-senador e ex-governador catarinense que sempre se mostrou atento a indústria do carvão mineral e morreu em maio de 2015.

Representando a família do homenageado o ex-presidente da Casan, Walmor De Luca, que era amigo de Luiz Henrique da Silveira, fez questão de lembrar o quanto o ex-senador e governador se importava não só com o carvão, mas também com a tecnologia. “Luiz Henrique, se aqui estivesse, com certeza estaria muito orgulhoso deste projeto. Era um homem que sabia da importância da tecnologia e da integração dela com o carvão. Em nome da família, gostaria de agradecer a justa homenagem”, exaltou De Luca.

 

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2015-07-10 18:21:47 [dt_sistema] => 2015-07-10 18:21:47 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

“Novo laboratório tem o objetivo de agregar valor ao carvão”, diz Ruy Hülse

10/07/2015

Lucas Jorge - Assessoria de Imprensa Siecesc

Foi inaugurado, nesta sexta-feira (10), às 15h, o novo prédio do Parque Tecnológico da Satc, o Laboratório de Combustíveis Sólidos. A segunda edificação do complexo tecnológico recebeu o nome do ex-senador Luiz Henrique da Silveira.

A cerimônia de descerramento da placa inaugural contou com a presença de autoridades políticas e colaboradores da Satc. O presidente do Siecesc, engenheiro Ruy Hülse, destacou a importância do novo prédio.  “O novo laboratório tem o objetivo de agregar valor ao carvão. E merecidamente recebe o nome de Luiz Henrique da Silveira, que sempre foi muito importante para o setor”, afirmou.

O prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo, ressaltou a formação educacional da Satc. “Hoje celebra-se dois fatos. A inauguração deste prédio é importante não só para o carvão, mas para a formação técnica que este laboratório trará aos alunos da Satc”. E a segunda é essa justa homenagem a este entusiasta do carvão que foi Luiz Henrique da Silveira”.

O novo prédio, que fica ao lado do Centro Tecnológico de Carvão Limpo (CTCL), teve ajuda financeira para a construção através de verba proveniente da FAPESC (R$ 1.217.000,00), FINEP (R$ 1.277.000,00) e SATC (R$ 1.300.000,00). Os equipamentos dos laboratórios foram financiados pela ELETROBRÁS (R$ 1.410.000,00). O total de R$ 5,2 milhões de investimento viabilizou a implantação do laboratório, que serve de base para o controle de qualidade de carvões, monitoramento ambiental e pesquisas tecnológicas ligadas a mineração e meio ambiente.

“A importância deste evento é para milhões de pessoas, já que o brasileiro que não está aqui participa disso através da energia que chega a sua casa, através da indústria carbonífera. Muitas vezes não temos noção de quanto o carvão presta de contribuição ao Brasil, principalmente para as indústrias e um grande exemplo é a Satc ”, ressaltou o senador Paulo Bauer, atual presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Carvão Mineral.

Para a sequência da implantação do Parque Tecnológico já estão alocados R$ 4,4 milhões, para a construção do terceiro prédio que deverá ser iniciado em outubro de 2015. O terceiro prédio será destinado a estudos de captura, armazenamento e uso do carbono no Brasil. O total de recursos disponível até o momento é de R$ 13,5 milhões.

Laboratório homenageou Luiz Henrique da Silveira

O espaço recebe o nome de “Laboratório Luiz Henrique da Silveira”, uma homenagem ao ex-senador e ex-governador catarinense que sempre se mostrou atento a indústria do carvão mineral e morreu em maio de 2015.

Representando a família do homenageado o ex-presidente da Casan, Walmor De Luca, que era amigo de Luiz Henrique da Silveira, fez questão de lembrar o quanto o ex-senador e governador se importava não só com o carvão, mas também com a tecnologia. “Luiz Henrique, se aqui estivesse, com certeza estaria muito orgulhoso deste projeto. Era um homem que sabia da importância da tecnologia e da integração dela com o carvão. Em nome da família, gostaria de agradecer a justa homenagem”, exaltou De Luca.

 

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351