Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 487
    [i_conteudo] => 487
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2015-06-23
    [dt_conteudo] => 2015-06-23
    [4] => Superintendência do Cade aprova operação entre Seival e Mineração Candiota
    [titulo] => Superintendência do Cade aprova operação entre Seival e Mineração Candiota
    [5] => 
    [autor] => 
    [6] => A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração envolvendo a Seival Sul Mineração SA e a Companhia Nacional de Mineração Candiota (CNMC). 
    [resumo] => A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração envolvendo a Seival Sul Mineração SA e a Companhia Nacional de Mineração Candiota (CNMC). 
    [7] => 

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração envolvendo a Seival Sul Mineração SA e a Companhia Nacional de Mineração Candiota (CNMC). A operação consiste na aquisição, pela Seival, da integridade das ações da CNMC, com o consequente controle sobre a propriedade da Mina de Seival, produtora de carvão mineral.

A Seival é uma sociedade pré-operacional arrendatária dos direitos de exploração das jazidas de carvão mineral da Mina de Seival, localizada em Candiota (RS). Seu capital social é detido em 30% pela Eneva SA (em recuperação judicial), e em 70% pela Copelmi Mineração Ltda.

A CNMC é uma sociedade anônima brasileira proprietária dos direitos minerários da Mina de Seival, a qual explorou durante a década de 1980 mas que arrenda agora à requerente Seival. Seu capital social é dividido entre diversas empresas, sendo os acionistas com mais de 20% de participação dos grupos Votorantim, Holcim e Lafarge.

O despacho da superintendência do Cade aprovando a operação está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 16.

No parecer, disponível no site do Cade, a superintendência destaca que "não há necessidade de análise mais aprofundada da integração vertical em decorrência da potencialidade de atuação tanto da empresa-objeto quanto à exploração da mina Seival, quanto do grupo econômico da compradora no setor de energia termelétrica, sem que maiores preocupações concorrenciais sejam levantadas".

Clariant e Sabará Participações

A Superintendência Geral do Cade também aprovou, sem restrições, o ato de concentração entre a Clariant S.A. e a Sabará Participações Ltda. Pela operação, as empresas formarão uma joint venture 30/70 para explorar e desenvolver conjuntamente o negócio de ingredientes ativos naturais e orgânicos extraídos da biodiversidade Amazônica e de outros biomas brasileiros para atender à indústria de "health e personal care".

[conteudo] =>

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração envolvendo a Seival Sul Mineração SA e a Companhia Nacional de Mineração Candiota (CNMC). A operação consiste na aquisição, pela Seival, da integridade das ações da CNMC, com o consequente controle sobre a propriedade da Mina de Seival, produtora de carvão mineral.

A Seival é uma sociedade pré-operacional arrendatária dos direitos de exploração das jazidas de carvão mineral da Mina de Seival, localizada em Candiota (RS). Seu capital social é detido em 30% pela Eneva SA (em recuperação judicial), e em 70% pela Copelmi Mineração Ltda.

A CNMC é uma sociedade anônima brasileira proprietária dos direitos minerários da Mina de Seival, a qual explorou durante a década de 1980 mas que arrenda agora à requerente Seival. Seu capital social é dividido entre diversas empresas, sendo os acionistas com mais de 20% de participação dos grupos Votorantim, Holcim e Lafarge.

O despacho da superintendência do Cade aprovando a operação está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 16.

No parecer, disponível no site do Cade, a superintendência destaca que "não há necessidade de análise mais aprofundada da integração vertical em decorrência da potencialidade de atuação tanto da empresa-objeto quanto à exploração da mina Seival, quanto do grupo econômico da compradora no setor de energia termelétrica, sem que maiores preocupações concorrenciais sejam levantadas".

Clariant e Sabará Participações

A Superintendência Geral do Cade também aprovou, sem restrições, o ato de concentração entre a Clariant S.A. e a Sabará Participações Ltda. Pela operação, as empresas formarão uma joint venture 30/70 para explorar e desenvolver conjuntamente o negócio de ingredientes ativos naturais e orgânicos extraídos da biodiversidade Amazônica e de outros biomas brasileiros para atender à indústria de "health e personal care".

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2015-06-24 14:06:17 [dt_sistema] => 2015-06-24 14:06:17 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Superintendência do Cade aprova operação entre Seival e Mineração Candiota

23/06/2015

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração envolvendo a Seival Sul Mineração SA e a Companhia Nacional de Mineração Candiota (CNMC). A operação consiste na aquisição, pela Seival, da integridade das ações da CNMC, com o consequente controle sobre a propriedade da Mina de Seival, produtora de carvão mineral.

A Seival é uma sociedade pré-operacional arrendatária dos direitos de exploração das jazidas de carvão mineral da Mina de Seival, localizada em Candiota (RS). Seu capital social é detido em 30% pela Eneva SA (em recuperação judicial), e em 70% pela Copelmi Mineração Ltda.

A CNMC é uma sociedade anônima brasileira proprietária dos direitos minerários da Mina de Seival, a qual explorou durante a década de 1980 mas que arrenda agora à requerente Seival. Seu capital social é dividido entre diversas empresas, sendo os acionistas com mais de 20% de participação dos grupos Votorantim, Holcim e Lafarge.

O despacho da superintendência do Cade aprovando a operação está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 16.

No parecer, disponível no site do Cade, a superintendência destaca que "não há necessidade de análise mais aprofundada da integração vertical em decorrência da potencialidade de atuação tanto da empresa-objeto quanto à exploração da mina Seival, quanto do grupo econômico da compradora no setor de energia termelétrica, sem que maiores preocupações concorrenciais sejam levantadas".

Clariant e Sabará Participações

A Superintendência Geral do Cade também aprovou, sem restrições, o ato de concentração entre a Clariant S.A. e a Sabará Participações Ltda. Pela operação, as empresas formarão uma joint venture 30/70 para explorar e desenvolver conjuntamente o negócio de ingredientes ativos naturais e orgânicos extraídos da biodiversidade Amazônica e de outros biomas brasileiros para atender à indústria de "health e personal care".

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351