Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 421
    [i_conteudo] => 421
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2015-02-05
    [dt_conteudo] => 2015-02-05
    [4] => Leilão A-5: 91 projetos cadastrados com 19,8 GW de capacidade instalada
    [titulo] => Leilão A-5: 91 projetos cadastrados com 19,8 GW de capacidade instalada
    [5] => Canal Energia
    [autor] => Canal Energia
    [6] => Segundo EPE, empreendimentos térmicos a gás natural representam 77,8% do total
    [resumo] => Segundo EPE, empreendimentos térmicos a gás natural representam 77,8% do total
    [7] => 

 

A Empresa de Pesquisa Energética registrou o cadastro de 91 projetos de geração para o leilão de energia nova A-5, agendado para o dia 30 de abril. Esses empreendimentos somam 19.826 MW de capacidade instalada, sendo que 77,8% originados de 31 térmicas a gás natural que ainda deverão passar pelo processo de habilitação para efetivamente concorrer no certame.
O segundo maior volume de projetos também vem de térmicas, desta vez a carvão, com 2.100 MW divididos entre quatro projetos. As UTEs a biomassa vêm logo a seguir com 22 projetos e 1.161 MW de capacidade, 27 PCHs que somam 477 MW e mais sete UHEs com 649 MW. Destas, apenas a de Itaocara (RJ, 150 MW) e que já participou do último A-5, possui a licença ambiental.
Em comunicado da EPE, o presidente da empresa, Maurício Tolmasquim, destaca que esse volume de térmicas a gás natural mostra que esse tipo de empreendimento confirma seu retorno aos leilões da Aneel. Uma tendência, que segundo ele, já havia sido observada no ano de 2014.
As térmicas a gás que foram cadastradas estão no Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Já as térmicas a carvão estão no Amapá, Pará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O edital do certame será colocado em audiência pública pela Agência Nacional de Energia Elétrica, em reunião extraordinária da diretoria, na sexta-feira, 6.

 

[conteudo] =>

 

A Empresa de Pesquisa Energética registrou o cadastro de 91 projetos de geração para o leilão de energia nova A-5, agendado para o dia 30 de abril. Esses empreendimentos somam 19.826 MW de capacidade instalada, sendo que 77,8% originados de 31 térmicas a gás natural que ainda deverão passar pelo processo de habilitação para efetivamente concorrer no certame.
O segundo maior volume de projetos também vem de térmicas, desta vez a carvão, com 2.100 MW divididos entre quatro projetos. As UTEs a biomassa vêm logo a seguir com 22 projetos e 1.161 MW de capacidade, 27 PCHs que somam 477 MW e mais sete UHEs com 649 MW. Destas, apenas a de Itaocara (RJ, 150 MW) e que já participou do último A-5, possui a licença ambiental.
Em comunicado da EPE, o presidente da empresa, Maurício Tolmasquim, destaca que esse volume de térmicas a gás natural mostra que esse tipo de empreendimento confirma seu retorno aos leilões da Aneel. Uma tendência, que segundo ele, já havia sido observada no ano de 2014.
As térmicas a gás que foram cadastradas estão no Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Já as térmicas a carvão estão no Amapá, Pará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O edital do certame será colocado em audiência pública pela Agência Nacional de Energia Elétrica, em reunião extraordinária da diretoria, na sexta-feira, 6.

 

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2015-02-09 15:24:49 [dt_sistema] => 2015-02-09 15:24:49 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Leilão A-5: 91 projetos cadastrados com 19,8 GW de capacidade instalada

05/02/2015

Canal Energia

 

A Empresa de Pesquisa Energética registrou o cadastro de 91 projetos de geração para o leilão de energia nova A-5, agendado para o dia 30 de abril. Esses empreendimentos somam 19.826 MW de capacidade instalada, sendo que 77,8% originados de 31 térmicas a gás natural que ainda deverão passar pelo processo de habilitação para efetivamente concorrer no certame.
O segundo maior volume de projetos também vem de térmicas, desta vez a carvão, com 2.100 MW divididos entre quatro projetos. As UTEs a biomassa vêm logo a seguir com 22 projetos e 1.161 MW de capacidade, 27 PCHs que somam 477 MW e mais sete UHEs com 649 MW. Destas, apenas a de Itaocara (RJ, 150 MW) e que já participou do último A-5, possui a licença ambiental.
Em comunicado da EPE, o presidente da empresa, Maurício Tolmasquim, destaca que esse volume de térmicas a gás natural mostra que esse tipo de empreendimento confirma seu retorno aos leilões da Aneel. Uma tendência, que segundo ele, já havia sido observada no ano de 2014.
As térmicas a gás que foram cadastradas estão no Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Já as térmicas a carvão estão no Amapá, Pará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O edital do certame será colocado em audiência pública pela Agência Nacional de Energia Elétrica, em reunião extraordinária da diretoria, na sexta-feira, 6.

 

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351