Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 410
    [i_conteudo] => 410
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2015-01-05
    [dt_conteudo] => 2015-01-05
    [4] => Novo ministro de Minas e Energia admite mudanças no código de mineração
    [titulo] => Novo ministro de Minas e Energia admite mudanças no código de mineração
    [5] => Marcelo Villela
    [autor] => Marcelo Villela
    [6] => O novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, sinalizou nesta quinta-feira que o governo federal vai propor mudanças no código de mineração, diante do atraso na aprovação do texto no Congresso e das mudanças no mercado de minério de ferro internacional.
    [resumo] => O novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, sinalizou nesta quinta-feira que o governo federal vai propor mudanças no código de mineração, diante do atraso na aprovação do texto no Congresso e das mudanças no mercado de minério de ferro internacional.
    [7] => 

O novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, sinalizou nesta quinta-feira que o governo federal vai propor mudanças no código de mineração, diante do atraso na aprovação do texto no Congresso e das mudanças no mercado de minério de ferro internacional.

Em entrevista a jornalistas, Braga afirmou que “todos esses atrasos na aprovação da lei (do código de mineração), dão mais tempo de redesenhar, diante de uma nova conjuntura internacional, algumas áreas do código de mineração”. Perguntado se o governo vai mudar o texto do projeto, o ministro acenou afirmativamente. Além disso, Braga defendeu redução no preço da energia e uma menor dependência do país de usinas térmicas.

“Podemos ter um plano que reduza o preço do quilowatt-hora para manter confiabilidade e robustez do sistema elétrico e diminuir nossa dependência de termelétricas”, afirmou o ministro, que substitui o senador Edison Lobão.

Fonte: Reuters

[conteudo] =>

O novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, sinalizou nesta quinta-feira que o governo federal vai propor mudanças no código de mineração, diante do atraso na aprovação do texto no Congresso e das mudanças no mercado de minério de ferro internacional.

Em entrevista a jornalistas, Braga afirmou que “todos esses atrasos na aprovação da lei (do código de mineração), dão mais tempo de redesenhar, diante de uma nova conjuntura internacional, algumas áreas do código de mineração”. Perguntado se o governo vai mudar o texto do projeto, o ministro acenou afirmativamente. Além disso, Braga defendeu redução no preço da energia e uma menor dependência do país de usinas térmicas.

“Podemos ter um plano que reduza o preço do quilowatt-hora para manter confiabilidade e robustez do sistema elétrico e diminuir nossa dependência de termelétricas”, afirmou o ministro, que substitui o senador Edison Lobão.

Fonte: Reuters

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2015-01-22 13:15:11 [dt_sistema] => 2015-01-22 13:15:11 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Novo ministro de Minas e Energia admite mudanças no código de mineração

05/01/2015

Marcelo Villela

O novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, sinalizou nesta quinta-feira que o governo federal vai propor mudanças no código de mineração, diante do atraso na aprovação do texto no Congresso e das mudanças no mercado de minério de ferro internacional.

Em entrevista a jornalistas, Braga afirmou que “todos esses atrasos na aprovação da lei (do código de mineração), dão mais tempo de redesenhar, diante de uma nova conjuntura internacional, algumas áreas do código de mineração”. Perguntado se o governo vai mudar o texto do projeto, o ministro acenou afirmativamente. Além disso, Braga defendeu redução no preço da energia e uma menor dependência do país de usinas térmicas.

“Podemos ter um plano que reduza o preço do quilowatt-hora para manter confiabilidade e robustez do sistema elétrico e diminuir nossa dependência de termelétricas”, afirmou o ministro, que substitui o senador Edison Lobão.

Fonte: Reuters

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351