Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 400
    [i_conteudo] => 400
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2014-12-03
    [dt_conteudo] => 2014-12-03
    [4] => Leilão de Energia A-5 contrata 4.979 MW de potência em novas usinas
    [titulo] => Leilão de Energia A-5 contrata 4.979 MW de potência em novas usinas
    [5] => 
    [autor] => 
    [6] => O 20º Leilão de Energia Nova (A-5), operado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE nesta sexta-feira (28), terminou após uma hora e quarenta e quatro minutos de disputa, com a viabilização de 51 projetos que somam 4.980 MW em potência instalada. 
    [resumo] => O 20º Leilão de Energia Nova (A-5), operado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE nesta sexta-feira (28), terminou após uma hora e quarenta e quatro minutos de disputa, com a viabilização de 51 projetos que somam 4.980 MW em potência instalada. 
    [7] => 

O 20º Leilão de Energia Nova (A-5), operado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE nesta sexta-feira (28), terminou após uma hora e quarenta e quatro minutos de disputa, com a viabilização de 51 projetos que somam 4.980 MW em potência instalada. O preço médio ao final do leilão foi de R$ 196,11/MWh, o que representou um deságio médio de 1,72 %, correspondendo a uma economia de R$ 2 bilhões para os consumidores brasileiros.

O objetivo do certame era a contratação de energia proveniente de novos empreendimentos de geração para início de suprimento em 2019. Os contratos fechados no certame movimentarão R$114,5 bilhões, o maior montante financeiro já envolvido em um leilão de energia nova. No total, foram negociados 583.850.275 MWh em energia, equivalentes a uma Garantia Física de 2.901 MW médios.

O destaque ficou por conta do desempenho da fonte eólica, com 36 projetos contratados, que somam 926 MW Potência, a um preço médio de R$ 136/MWh. Também foram negociados seis empreendimentos a biomassa de cana-de-açúcar, com 283 MW em potência e preço médio de R$ 202/MWh duas usinas a cavaco de madeira, com 327 MW a R$ 207/MWh; uma térmica a carvão, com 340 MW e preço de R$201,98/MWh; uma térmica a gás de ciclo combinado, com 3.059 MW e preço de venda de 205,64/MWh; além de três pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), somando 43,8 MW a R$ 161,89/MWh.

Os empreendimentos viabilizados espalham-se pelos Estados de Amazonas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Acre, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Os Estados com maior contratação foram Rio Grande do Sul (1.578 MW), Pernambuco (1.238 MW) e Amazonas (583 MW), que também concentram os maiores valores de investimento previstos para colocar as usinas em operação: R$5 bilhões, R$ 3 bilhões e R$ 1,7 bilhões, respectivamente. No total, os projetos vencedores do certame envolverão aportes de R$ 15,2 bilhões.

Participaram como compradoras de energia no certame 38 concessionárias de distribuição de energia elétrica, responsáveis pelo atendimento ao consumidor final.

Desde 2004, quando passou recebeu da Aneel a atribuição de operacionalizar os leilões de contratação de energia no ambiente regulado, a CCEE já realizou 56 certames. Os contratos de comercialização fechados nessas licitações somam uma movimentação financeira total de cerca de R$ 1 trilhão.

[conteudo] =>

O 20º Leilão de Energia Nova (A-5), operado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE nesta sexta-feira (28), terminou após uma hora e quarenta e quatro minutos de disputa, com a viabilização de 51 projetos que somam 4.980 MW em potência instalada. O preço médio ao final do leilão foi de R$ 196,11/MWh, o que representou um deságio médio de 1,72 %, correspondendo a uma economia de R$ 2 bilhões para os consumidores brasileiros.

O objetivo do certame era a contratação de energia proveniente de novos empreendimentos de geração para início de suprimento em 2019. Os contratos fechados no certame movimentarão R$114,5 bilhões, o maior montante financeiro já envolvido em um leilão de energia nova. No total, foram negociados 583.850.275 MWh em energia, equivalentes a uma Garantia Física de 2.901 MW médios.

O destaque ficou por conta do desempenho da fonte eólica, com 36 projetos contratados, que somam 926 MW Potência, a um preço médio de R$ 136/MWh. Também foram negociados seis empreendimentos a biomassa de cana-de-açúcar, com 283 MW em potência e preço médio de R$ 202/MWh duas usinas a cavaco de madeira, com 327 MW a R$ 207/MWh; uma térmica a carvão, com 340 MW e preço de R$201,98/MWh; uma térmica a gás de ciclo combinado, com 3.059 MW e preço de venda de 205,64/MWh; além de três pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), somando 43,8 MW a R$ 161,89/MWh.

Os empreendimentos viabilizados espalham-se pelos Estados de Amazonas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Acre, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Os Estados com maior contratação foram Rio Grande do Sul (1.578 MW), Pernambuco (1.238 MW) e Amazonas (583 MW), que também concentram os maiores valores de investimento previstos para colocar as usinas em operação: R$5 bilhões, R$ 3 bilhões e R$ 1,7 bilhões, respectivamente. No total, os projetos vencedores do certame envolverão aportes de R$ 15,2 bilhões.

Participaram como compradoras de energia no certame 38 concessionárias de distribuição de energia elétrica, responsáveis pelo atendimento ao consumidor final.

Desde 2004, quando passou recebeu da Aneel a atribuição de operacionalizar os leilões de contratação de energia no ambiente regulado, a CCEE já realizou 56 certames. Os contratos de comercialização fechados nessas licitações somam uma movimentação financeira total de cerca de R$ 1 trilhão.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2014-12-03 13:53:28 [dt_sistema] => 2014-12-03 13:53:28 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Leilão de Energia A-5 contrata 4.979 MW de potência em novas usinas

03/12/2014

O 20º Leilão de Energia Nova (A-5), operado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE nesta sexta-feira (28), terminou após uma hora e quarenta e quatro minutos de disputa, com a viabilização de 51 projetos que somam 4.980 MW em potência instalada. O preço médio ao final do leilão foi de R$ 196,11/MWh, o que representou um deságio médio de 1,72 %, correspondendo a uma economia de R$ 2 bilhões para os consumidores brasileiros.

O objetivo do certame era a contratação de energia proveniente de novos empreendimentos de geração para início de suprimento em 2019. Os contratos fechados no certame movimentarão R$114,5 bilhões, o maior montante financeiro já envolvido em um leilão de energia nova. No total, foram negociados 583.850.275 MWh em energia, equivalentes a uma Garantia Física de 2.901 MW médios.

O destaque ficou por conta do desempenho da fonte eólica, com 36 projetos contratados, que somam 926 MW Potência, a um preço médio de R$ 136/MWh. Também foram negociados seis empreendimentos a biomassa de cana-de-açúcar, com 283 MW em potência e preço médio de R$ 202/MWh duas usinas a cavaco de madeira, com 327 MW a R$ 207/MWh; uma térmica a carvão, com 340 MW e preço de R$201,98/MWh; uma térmica a gás de ciclo combinado, com 3.059 MW e preço de venda de 205,64/MWh; além de três pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), somando 43,8 MW a R$ 161,89/MWh.

Os empreendimentos viabilizados espalham-se pelos Estados de Amazonas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Acre, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Os Estados com maior contratação foram Rio Grande do Sul (1.578 MW), Pernambuco (1.238 MW) e Amazonas (583 MW), que também concentram os maiores valores de investimento previstos para colocar as usinas em operação: R$5 bilhões, R$ 3 bilhões e R$ 1,7 bilhões, respectivamente. No total, os projetos vencedores do certame envolverão aportes de R$ 15,2 bilhões.

Participaram como compradoras de energia no certame 38 concessionárias de distribuição de energia elétrica, responsáveis pelo atendimento ao consumidor final.

Desde 2004, quando passou recebeu da Aneel a atribuição de operacionalizar os leilões de contratação de energia no ambiente regulado, a CCEE já realizou 56 certames. Os contratos de comercialização fechados nessas licitações somam uma movimentação financeira total de cerca de R$ 1 trilhão.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351