Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 345
    [i_conteudo] => 345
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2014-06-16
    [dt_conteudo] => 2014-06-16
    [4] => ABCM elabora Plano Estratégico para os próximos anos
    [titulo] => ABCM elabora Plano Estratégico para os próximos anos
    [5] => Lucas Jorge - Assessoria de Imprensa Siecesc
    [autor] => Lucas Jorge - Assessoria de Imprensa Siecesc
    [6] => O conselho e parceiros da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM) estiveram reunidos, em Florianópolis, para discutir o Plano Estratégico da associação para os próximos três anos. 
    [resumo] => O conselho e parceiros da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM) estiveram reunidos, em Florianópolis, para discutir o Plano Estratégico da associação para os próximos três anos. 
    [7] => 

O conselho e parceiros da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM) estiveram reunidos durante o fim de semana, em Florianópolis, para discutir o Plano Estratégico da associação para os próximos três anos. A reunião foi conduzida por Silvio Bittencourt da Silva, diretor do Fiesc de Criciúma.

Durante as reuniões duas palestras indicaram diretrizes do Plano Estratégico. O diretor do Núcleo de Estudos Estratégicos de Energia do Ministério de Minas e Energia, Gilberto Hollauer, palestrou sobre a matriz energética brasileira e suas implicações para o setor carbonífero nacional. Além do professor da UFRJ e engenheiro da Petrobrás, Eduardo Falabella, que deu aos presentes uma visão panorâmica das rotas químicas a partir do carvão.

“O objetivo é realinhar o planejamento com o momento atual. Definir as diretrizes do que será feito nos próximos anos e organizar a visão e a missão”, afirma o presidente da ABCM, Fernando Zancan.

Estiveram presentes na reunião representantes do Siecesc; ABCM; carboníferas; CGTEE; Tractebel; SNIEC; Ferrovia Tereza Cristina e empresas associadas.

[conteudo] =>

O conselho e parceiros da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM) estiveram reunidos durante o fim de semana, em Florianópolis, para discutir o Plano Estratégico da associação para os próximos três anos. A reunião foi conduzida por Silvio Bittencourt da Silva, diretor do Fiesc de Criciúma.

Durante as reuniões duas palestras indicaram diretrizes do Plano Estratégico. O diretor do Núcleo de Estudos Estratégicos de Energia do Ministério de Minas e Energia, Gilberto Hollauer, palestrou sobre a matriz energética brasileira e suas implicações para o setor carbonífero nacional. Além do professor da UFRJ e engenheiro da Petrobrás, Eduardo Falabella, que deu aos presentes uma visão panorâmica das rotas químicas a partir do carvão.

“O objetivo é realinhar o planejamento com o momento atual. Definir as diretrizes do que será feito nos próximos anos e organizar a visão e a missão”, afirma o presidente da ABCM, Fernando Zancan.

Estiveram presentes na reunião representantes do Siecesc; ABCM; carboníferas; CGTEE; Tractebel; SNIEC; Ferrovia Tereza Cristina e empresas associadas.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2014-07-03 10:41:38 [dt_sistema] => 2014-07-03 10:41:38 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

ABCM elabora Plano Estratégico para os próximos anos

16/06/2014

Lucas Jorge - Assessoria de Imprensa Siecesc

O conselho e parceiros da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM) estiveram reunidos durante o fim de semana, em Florianópolis, para discutir o Plano Estratégico da associação para os próximos três anos. A reunião foi conduzida por Silvio Bittencourt da Silva, diretor do Fiesc de Criciúma.

Durante as reuniões duas palestras indicaram diretrizes do Plano Estratégico. O diretor do Núcleo de Estudos Estratégicos de Energia do Ministério de Minas e Energia, Gilberto Hollauer, palestrou sobre a matriz energética brasileira e suas implicações para o setor carbonífero nacional. Além do professor da UFRJ e engenheiro da Petrobrás, Eduardo Falabella, que deu aos presentes uma visão panorâmica das rotas químicas a partir do carvão.

“O objetivo é realinhar o planejamento com o momento atual. Definir as diretrizes do que será feito nos próximos anos e organizar a visão e a missão”, afirma o presidente da ABCM, Fernando Zancan.

Estiveram presentes na reunião representantes do Siecesc; ABCM; carboníferas; CGTEE; Tractebel; SNIEC; Ferrovia Tereza Cristina e empresas associadas.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351