Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 317
    [i_conteudo] => 317
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2014-05-03
    [dt_conteudo] => 2014-05-03
    [4] => Meio Ambiente: Santa Catarina poderá produzir fertilizantes a partir do carvão
    [titulo] => Meio Ambiente: Santa Catarina poderá produzir fertilizantes a partir do carvão
    [5] => 
    [autor] => 
    [6] => Um Memorando de Entendimento foi assinado nesta sexta-feira, 2, pelo Governo de Santa Catarina e a TransGas, empresa promotora da “Reunião Estados Unidos – Brasil sobre Alternativas Energéticas: Apoiando Indústrias e Empregos”, realizada nesta quinta e sexta em Nova Iorque, nos Estados Unidos. 
    [resumo] => Um Memorando de Entendimento foi assinado nesta sexta-feira, 2, pelo Governo de Santa Catarina e a TransGas, empresa promotora da “Reunião Estados Unidos – Brasil sobre Alternativas Energéticas: Apoiando Indústrias e Empregos”, realizada nesta quinta e sexta em Nova Iorque, nos Estados Unidos. 
    [7] => 

Um Memorando de Entendimento foi assinado nesta sexta-feira, 2, pelo Governo de Santa Catarina e a TransGas, empresa promotora da “Reunião Estados Unidos – Brasil sobre Alternativas Energéticas: Apoiando Indústrias e Empregos”, realizada nesta quinta e sexta em Nova Iorque, nos Estados Unidos. O Memorando foi assinado pelo vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o secretário de Fazenda Antonio Gavazzoni, o senador Luiz Henrique e o presidente e diretor Executivo da TransGas, Adam Victor. O vice-governador saiu bastante entusiasmado com a possibilidade de trazer a tecnologia do processamento do carvão para o Estado. “Eu, o secretário Gavazzoni e o técnico da Fazenda, Renato Lacerda, assumimos agora a missão de desenvolver as negociações para que Santa Catarina receba os investimentos do setor. Estamos falando de valores que podem chegar a R$ 2,7 bilhões e representam soluções para duas grandes demandas nacionais: gás e fertilizantes”.

O documento assinado representa um compromisso formal de prosseguimento e efetivação das negociações discutidas na Reunião. Uma das principais iniciativas é a implantação em Santa Catarina de uma planta para produção de fertilizantes (ureia e amônia) a partir do carvão. Já existe um projeto de engenharia iniciado. Para o futuro, a ideia é produzir também gás a partir do carvão. “Nossa participação foi intensa e importante para a definição do investimento. Nós temos as reservas e eles dominam a tecnologia, temos todos os ingredientes para uma parceria de sucesso”, avaliou o secretário Gavazzoni.

O evento reuniu os parceiros tecnológicos da TransGas, que são responsáveis pela construção e execução dos projetos do conglomerado, incluindo: ThyssenKrupp Industrial Solutions (Alemanha); ACS Industrial (Espanha); Grupo Linde (Alemanha); The Pike Company (EUA). A Cônsul-Geral do Brasil em Nova York, Embaixadora Ana Lucy Cabral Petersen, também participou do evento Estados Unidos-Brasil.

ONU

À tarde a comitiva catarinense participou de uma reunião na Organização das Nações Unidas (ONU) com o embaixador brasileiro Antônio Patriota. Santa Catarina chamou a atenção da ONU pelo melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil. O senador Luiz Henrique falou do modelo de gestão descentralizada do Estado, o Pacto por SC e a desburocratização. Destacou ainda o governo online desenvolvido pelo Sistema de Administração Tributária da Secretaria da Fazenda e as políticas de atração de investimentos.

O secretário Gavazzoni foi questionado sobre a arrecadação de Santa Catarina, que cresce acima da média nacional, e falou sobre a especialização do Fisco catarinense, que orienta antes de punir. Citou ainda o aumento da formalização e a informatização do Governo do Estado.

Sobre a TransGas
A TransGas é uma empresa global de desenvolvimento de projetos e soluções inovadoras e limpas para a produção de energia e produtos químicos. Fundada em 1981 e baseada na cidade de Nova Iorque, a TransGas reúne como parceiros estratégicos as empresas líderes em desenvolvimento de grandes projetos industriais do mundo. O patrimônio conjunto do grupo de parceiros da TransGas ultrapassa meio trilhão de dólares.

A TransGas realizou sua primeira missão de prospecção de oportunidades de investimento no Brasil em dezembro do ano passado em diversos estados brasileiros. Em Brasília, a empresa foi recebida pelo Senador Luiz Henrique da Silveira e representantes do Governo de Santa Catarina. Executivos da TransGas estiveram também em Criciúma, onde conheceram o trabalho da SATC e a Associação Brasileira do Carvão Mineral.

[conteudo] =>

Um Memorando de Entendimento foi assinado nesta sexta-feira, 2, pelo Governo de Santa Catarina e a TransGas, empresa promotora da “Reunião Estados Unidos – Brasil sobre Alternativas Energéticas: Apoiando Indústrias e Empregos”, realizada nesta quinta e sexta em Nova Iorque, nos Estados Unidos. O Memorando foi assinado pelo vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o secretário de Fazenda Antonio Gavazzoni, o senador Luiz Henrique e o presidente e diretor Executivo da TransGas, Adam Victor. O vice-governador saiu bastante entusiasmado com a possibilidade de trazer a tecnologia do processamento do carvão para o Estado. “Eu, o secretário Gavazzoni e o técnico da Fazenda, Renato Lacerda, assumimos agora a missão de desenvolver as negociações para que Santa Catarina receba os investimentos do setor. Estamos falando de valores que podem chegar a R$ 2,7 bilhões e representam soluções para duas grandes demandas nacionais: gás e fertilizantes”.

O documento assinado representa um compromisso formal de prosseguimento e efetivação das negociações discutidas na Reunião. Uma das principais iniciativas é a implantação em Santa Catarina de uma planta para produção de fertilizantes (ureia e amônia) a partir do carvão. Já existe um projeto de engenharia iniciado. Para o futuro, a ideia é produzir também gás a partir do carvão. “Nossa participação foi intensa e importante para a definição do investimento. Nós temos as reservas e eles dominam a tecnologia, temos todos os ingredientes para uma parceria de sucesso”, avaliou o secretário Gavazzoni.

O evento reuniu os parceiros tecnológicos da TransGas, que são responsáveis pela construção e execução dos projetos do conglomerado, incluindo: ThyssenKrupp Industrial Solutions (Alemanha); ACS Industrial (Espanha); Grupo Linde (Alemanha); The Pike Company (EUA). A Cônsul-Geral do Brasil em Nova York, Embaixadora Ana Lucy Cabral Petersen, também participou do evento Estados Unidos-Brasil.

ONU

À tarde a comitiva catarinense participou de uma reunião na Organização das Nações Unidas (ONU) com o embaixador brasileiro Antônio Patriota. Santa Catarina chamou a atenção da ONU pelo melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil. O senador Luiz Henrique falou do modelo de gestão descentralizada do Estado, o Pacto por SC e a desburocratização. Destacou ainda o governo online desenvolvido pelo Sistema de Administração Tributária da Secretaria da Fazenda e as políticas de atração de investimentos.

O secretário Gavazzoni foi questionado sobre a arrecadação de Santa Catarina, que cresce acima da média nacional, e falou sobre a especialização do Fisco catarinense, que orienta antes de punir. Citou ainda o aumento da formalização e a informatização do Governo do Estado.

Sobre a TransGas
A TransGas é uma empresa global de desenvolvimento de projetos e soluções inovadoras e limpas para a produção de energia e produtos químicos. Fundada em 1981 e baseada na cidade de Nova Iorque, a TransGas reúne como parceiros estratégicos as empresas líderes em desenvolvimento de grandes projetos industriais do mundo. O patrimônio conjunto do grupo de parceiros da TransGas ultrapassa meio trilhão de dólares.

A TransGas realizou sua primeira missão de prospecção de oportunidades de investimento no Brasil em dezembro do ano passado em diversos estados brasileiros. Em Brasília, a empresa foi recebida pelo Senador Luiz Henrique da Silveira e representantes do Governo de Santa Catarina. Executivos da TransGas estiveram também em Criciúma, onde conheceram o trabalho da SATC e a Associação Brasileira do Carvão Mineral.

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2014-05-07 14:10:00 [dt_sistema] => 2014-05-07 14:10:00 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Meio Ambiente: Santa Catarina poderá produzir fertilizantes a partir do carvão

03/05/2014

Um Memorando de Entendimento foi assinado nesta sexta-feira, 2, pelo Governo de Santa Catarina e a TransGas, empresa promotora da “Reunião Estados Unidos – Brasil sobre Alternativas Energéticas: Apoiando Indústrias e Empregos”, realizada nesta quinta e sexta em Nova Iorque, nos Estados Unidos. O Memorando foi assinado pelo vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o secretário de Fazenda Antonio Gavazzoni, o senador Luiz Henrique e o presidente e diretor Executivo da TransGas, Adam Victor. O vice-governador saiu bastante entusiasmado com a possibilidade de trazer a tecnologia do processamento do carvão para o Estado. “Eu, o secretário Gavazzoni e o técnico da Fazenda, Renato Lacerda, assumimos agora a missão de desenvolver as negociações para que Santa Catarina receba os investimentos do setor. Estamos falando de valores que podem chegar a R$ 2,7 bilhões e representam soluções para duas grandes demandas nacionais: gás e fertilizantes”.

O documento assinado representa um compromisso formal de prosseguimento e efetivação das negociações discutidas na Reunião. Uma das principais iniciativas é a implantação em Santa Catarina de uma planta para produção de fertilizantes (ureia e amônia) a partir do carvão. Já existe um projeto de engenharia iniciado. Para o futuro, a ideia é produzir também gás a partir do carvão. “Nossa participação foi intensa e importante para a definição do investimento. Nós temos as reservas e eles dominam a tecnologia, temos todos os ingredientes para uma parceria de sucesso”, avaliou o secretário Gavazzoni.

O evento reuniu os parceiros tecnológicos da TransGas, que são responsáveis pela construção e execução dos projetos do conglomerado, incluindo: ThyssenKrupp Industrial Solutions (Alemanha); ACS Industrial (Espanha); Grupo Linde (Alemanha); The Pike Company (EUA). A Cônsul-Geral do Brasil em Nova York, Embaixadora Ana Lucy Cabral Petersen, também participou do evento Estados Unidos-Brasil.

ONU

À tarde a comitiva catarinense participou de uma reunião na Organização das Nações Unidas (ONU) com o embaixador brasileiro Antônio Patriota. Santa Catarina chamou a atenção da ONU pelo melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil. O senador Luiz Henrique falou do modelo de gestão descentralizada do Estado, o Pacto por SC e a desburocratização. Destacou ainda o governo online desenvolvido pelo Sistema de Administração Tributária da Secretaria da Fazenda e as políticas de atração de investimentos.

O secretário Gavazzoni foi questionado sobre a arrecadação de Santa Catarina, que cresce acima da média nacional, e falou sobre a especialização do Fisco catarinense, que orienta antes de punir. Citou ainda o aumento da formalização e a informatização do Governo do Estado.

Sobre a TransGas
A TransGas é uma empresa global de desenvolvimento de projetos e soluções inovadoras e limpas para a produção de energia e produtos químicos. Fundada em 1981 e baseada na cidade de Nova Iorque, a TransGas reúne como parceiros estratégicos as empresas líderes em desenvolvimento de grandes projetos industriais do mundo. O patrimônio conjunto do grupo de parceiros da TransGas ultrapassa meio trilhão de dólares.

A TransGas realizou sua primeira missão de prospecção de oportunidades de investimento no Brasil em dezembro do ano passado em diversos estados brasileiros. Em Brasília, a empresa foi recebida pelo Senador Luiz Henrique da Silveira e representantes do Governo de Santa Catarina. Executivos da TransGas estiveram também em Criciúma, onde conheceram o trabalho da SATC e a Associação Brasileira do Carvão Mineral.

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351