Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 231
    [i_conteudo] => 231
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2013-11-12
    [dt_conteudo] => 2013-11-12
    [4] => Decisão sobre projeto para captura de CO2 é adiado outra vez
    [titulo] => Decisão sobre projeto para captura de CO2 é adiado outra vez
    [5] => Bruna Borges e Deize Felisberto / Clicatribuna
    [autor] => Bruna Borges e Deize Felisberto / Clicatribuna
    [6] => A expectativa de que a aprovação sobre o laboratório de captura de CO2 saísse ontem foi frustrada pela segunda vez.
    [resumo] => A expectativa de que a aprovação sobre o laboratório de captura de CO2 saísse ontem foi frustrada pela segunda vez.
    [7] => 

A divulgação dos resultados da Chamada Pública 08/2013 - Valorização do Carvão Mineral da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) que sairiam nesta quinta-feira serão revelados somente no dia 26 de novembro. Se o projeto for aprovado na Fapesc, a região terá o primeiro laboratório de captura de CO2 do Brasil, instalado na SATC. O laboratório que será uma inovação mundial tem investimento de R$ 4,4 milhões. 


A informação do projeto foi dada em entrevista exclusiva ao Jornal A Tribuna pelo presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, e pelo presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão Mineral do Estado de Santa Catarina (Siecesc), Ruy Hülse. 

[conteudo] =>

A divulgação dos resultados da Chamada Pública 08/2013 - Valorização do Carvão Mineral da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) que sairiam nesta quinta-feira serão revelados somente no dia 26 de novembro. Se o projeto for aprovado na Fapesc, a região terá o primeiro laboratório de captura de CO2 do Brasil, instalado na SATC. O laboratório que será uma inovação mundial tem investimento de R$ 4,4 milhões. 


A informação do projeto foi dada em entrevista exclusiva ao Jornal A Tribuna pelo presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, e pelo presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão Mineral do Estado de Santa Catarina (Siecesc), Ruy Hülse. 

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2013-11-13 14:04:39 [dt_sistema] => 2013-11-13 14:04:39 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Decisão sobre projeto para captura de CO2 é adiado outra vez

12/11/2013

Bruna Borges e Deize Felisberto / Clicatribuna

A divulgação dos resultados da Chamada Pública 08/2013 - Valorização do Carvão Mineral da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) que sairiam nesta quinta-feira serão revelados somente no dia 26 de novembro. Se o projeto for aprovado na Fapesc, a região terá o primeiro laboratório de captura de CO2 do Brasil, instalado na SATC. O laboratório que será uma inovação mundial tem investimento de R$ 4,4 milhões. 


A informação do projeto foi dada em entrevista exclusiva ao Jornal A Tribuna pelo presidente da Associação Brasileira de Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, e pelo presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão Mineral do Estado de Santa Catarina (Siecesc), Ruy Hülse. 

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351