Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 214
    [i_conteudo] => 214
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2013-10-22
    [dt_conteudo] => 2013-10-22
    [4] => Rio Tinto Moçambique adquire vagões para transportar mais carvão 
    [titulo] => Rio Tinto Moçambique adquire vagões para transportar mais carvão 
    [5] => Macauhub 
    [autor] => Macauhub 
    [6] => A Rio Tinto Coal Moçambique (RTCM), subsidiária do grupo angolo-australiano Rio Tinto, adquiriu quatro novas locomotivas e 110 vagões para o transporte de carvão extraído na mina de Benga, disse um responsável da empresa, citado pela imprensa moçambicana.
    [resumo] => A Rio Tinto Coal Moçambique (RTCM), subsidiária do grupo angolo-australiano Rio Tinto, adquiriu quatro novas locomotivas e 110 vagões para o transporte de carvão extraído na mina de Benga, disse um responsável da empresa, citado pela imprensa moçambicana.
    [7] => 

A Rio Tinto Coal Moçambique (RTCM), subsidiária do grupo angolo-australiano Rio Tinto, adquiriu quatro novas locomotivas e 110 vagões para o transporte de carvão extraído na mina de Benga, disse um responsável da empresa, citado pela imprensa moçambicana.

Os 110 vagões e duas das novas locomotivas já se encontram a operar na linha de Sena devendo as duas outras locomotivas chegar a Moçambique em Novembro próximo.

Carlos Galego, director da cadeia de carvão da RTCM, disse “estes novos meios circulantes visam acompanhar os melhoramentos que estão a ser introduzidos na linha de Sena e vão aumentar a capacidade de transporte de carvão da RTCM.”

A importação destas locomotivas e vagões ocorre numa altura em que tiveram início as obras de beneficiação da linha de caminho-de-ferro do Sena que se destinam a aumentar a capacidade de transporte dos actuais 6,5 milhões de toneladas para 20 milhões de toneladas.

As obras na linha que liga Moatize, na província de Tete, ao porto da Beira, na província de Sofala, incluindo o ramal Inhamitanga/Marromeu, numa extensão de 575 quilómetros, deverão ficar concluídas em Fevereiro de 2015.

A linha do Sena é a principal rota de escoamento do carvão mineral que está a ser extraído na província de Tete pelos grupos brasileiro Vale e anglo-australiano Rio Tinto.

Macauhub - 10/10/2013

[conteudo] =>

A Rio Tinto Coal Moçambique (RTCM), subsidiária do grupo angolo-australiano Rio Tinto, adquiriu quatro novas locomotivas e 110 vagões para o transporte de carvão extraído na mina de Benga, disse um responsável da empresa, citado pela imprensa moçambicana.

Os 110 vagões e duas das novas locomotivas já se encontram a operar na linha de Sena devendo as duas outras locomotivas chegar a Moçambique em Novembro próximo.

Carlos Galego, director da cadeia de carvão da RTCM, disse “estes novos meios circulantes visam acompanhar os melhoramentos que estão a ser introduzidos na linha de Sena e vão aumentar a capacidade de transporte de carvão da RTCM.”

A importação destas locomotivas e vagões ocorre numa altura em que tiveram início as obras de beneficiação da linha de caminho-de-ferro do Sena que se destinam a aumentar a capacidade de transporte dos actuais 6,5 milhões de toneladas para 20 milhões de toneladas.

As obras na linha que liga Moatize, na província de Tete, ao porto da Beira, na província de Sofala, incluindo o ramal Inhamitanga/Marromeu, numa extensão de 575 quilómetros, deverão ficar concluídas em Fevereiro de 2015.

A linha do Sena é a principal rota de escoamento do carvão mineral que está a ser extraído na província de Tete pelos grupos brasileiro Vale e anglo-australiano Rio Tinto.

Macauhub - 10/10/2013

[8] => [palavra_chave] => [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2013-10-22 15:00:05 [dt_sistema] => 2013-10-22 15:00:05 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Rio Tinto Moçambique adquire vagões para transportar mais carvão

22/10/2013

Macauhub

A Rio Tinto Coal Moçambique (RTCM), subsidiária do grupo angolo-australiano Rio Tinto, adquiriu quatro novas locomotivas e 110 vagões para o transporte de carvão extraído na mina de Benga, disse um responsável da empresa, citado pela imprensa moçambicana.

Os 110 vagões e duas das novas locomotivas já se encontram a operar na linha de Sena devendo as duas outras locomotivas chegar a Moçambique em Novembro próximo.

Carlos Galego, director da cadeia de carvão da RTCM, disse “estes novos meios circulantes visam acompanhar os melhoramentos que estão a ser introduzidos na linha de Sena e vão aumentar a capacidade de transporte de carvão da RTCM.”

A importação destas locomotivas e vagões ocorre numa altura em que tiveram início as obras de beneficiação da linha de caminho-de-ferro do Sena que se destinam a aumentar a capacidade de transporte dos actuais 6,5 milhões de toneladas para 20 milhões de toneladas.

As obras na linha que liga Moatize, na província de Tete, ao porto da Beira, na província de Sofala, incluindo o ramal Inhamitanga/Marromeu, numa extensão de 575 quilómetros, deverão ficar concluídas em Fevereiro de 2015.

A linha do Sena é a principal rota de escoamento do carvão mineral que está a ser extraído na província de Tete pelos grupos brasileiro Vale e anglo-australiano Rio Tinto.

Macauhub - 10/10/2013

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351