Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 179
    [i_conteudo] => 179
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2013-09-11
    [dt_conteudo] => 2013-09-11
    [4] => CCX vende duas minas de carvão na Colômbia; mina gigante deve ser a próxima
    [titulo] => CCX vende duas minas de carvão na Colômbia; mina gigante deve ser a próxima
    [5] => Solos
    [autor] => Solos
    [6] => Empresa deve anunciar até o final desta semana a venda das minas de Papayal e Cañaverales por US$ 86 milhões; ações chegam a subir mais de 8%
    [resumo] => Empresa deve anunciar até o final desta semana a venda das minas de Papayal e Cañaverales por US$ 86 milhões; ações chegam a subir mais de 8%
    [7] => 

A CCX Carvão (CCXC3) anuncia ao mercado até o final desta semana a venda de duas minas de carvão na Colômbia. O InfoMoney apurou que o comprador é a butique de investimentos em recursos naturais Sloane, que pagará US$ 86 milhões pelas minas de Papayal e Cañaverales. Procurada, a assessoria de imprensa da EBX afirmou que não se manifestará sobre o assunto.

Os dois ativos representam entre 15% e 20% das reservas totais da CCX. A mina gigante de San Juan, na Colômbia, também foi colocada à venda e já tem interessados. Nenhum acordo foi fechado até o momento. Segundo estimativas da empresa, a mina de San Juan poderá produzir 25 milhões de toneladas de carvão por 25 anos.

Em seu site oficial, a CCX informa que a mina de Canãverales tem capacidade de produção máxima de 2,5 milhões de toneladas de carvão térmico ao ano. A licença para o desenvolvimento do projeto foi emitida em 2011. Já a mina de Papayal tem capacidade de produção anual de 2,5 milhões de toneladas e vida útil de nove anos.

Vale ressaltar o forte desempenho positivo das ações da companhia na sessão desta quarta-feira. Às 12h05 (horário de Brasília), os ativos CCXC3 registravam ganhos de 5,41%, a R$ 1,56, passando a registrar fortes ganhos a partir das 11h e chegando a atingir valorização de 8,78%, a R$ 1,61, na cotação máxima intradiária.

Fonte: http://solos.com.br/node/800#.UjBsgsakonh

[conteudo] =>

A CCX Carvão (CCXC3) anuncia ao mercado até o final desta semana a venda de duas minas de carvão na Colômbia. O InfoMoney apurou que o comprador é a butique de investimentos em recursos naturais Sloane, que pagará US$ 86 milhões pelas minas de Papayal e Cañaverales. Procurada, a assessoria de imprensa da EBX afirmou que não se manifestará sobre o assunto.

Os dois ativos representam entre 15% e 20% das reservas totais da CCX. A mina gigante de San Juan, na Colômbia, também foi colocada à venda e já tem interessados. Nenhum acordo foi fechado até o momento. Segundo estimativas da empresa, a mina de San Juan poderá produzir 25 milhões de toneladas de carvão por 25 anos.

Em seu site oficial, a CCX informa que a mina de Canãverales tem capacidade de produção máxima de 2,5 milhões de toneladas de carvão térmico ao ano. A licença para o desenvolvimento do projeto foi emitida em 2011. Já a mina de Papayal tem capacidade de produção anual de 2,5 milhões de toneladas e vida útil de nove anos.

Vale ressaltar o forte desempenho positivo das ações da companhia na sessão desta quarta-feira. Às 12h05 (horário de Brasília), os ativos CCXC3 registravam ganhos de 5,41%, a R$ 1,56, passando a registrar fortes ganhos a partir das 11h e chegando a atingir valorização de 8,78%, a R$ 1,61, na cotação máxima intradiária.

Fonte: http://solos.com.br/node/800#.UjBsgsakonh

[8] => CCX, ABCM [palavra_chave] => CCX, ABCM [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2013-09-11 10:13:56 [dt_sistema] => 2013-09-11 10:13:56 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

CCX vende duas minas de carvão na Colômbia; mina gigante deve ser a próxima

11/09/2013

Solos

A CCX Carvão (CCXC3) anuncia ao mercado até o final desta semana a venda de duas minas de carvão na Colômbia. O InfoMoney apurou que o comprador é a butique de investimentos em recursos naturais Sloane, que pagará US$ 86 milhões pelas minas de Papayal e Cañaverales. Procurada, a assessoria de imprensa da EBX afirmou que não se manifestará sobre o assunto.

Os dois ativos representam entre 15% e 20% das reservas totais da CCX. A mina gigante de San Juan, na Colômbia, também foi colocada à venda e já tem interessados. Nenhum acordo foi fechado até o momento. Segundo estimativas da empresa, a mina de San Juan poderá produzir 25 milhões de toneladas de carvão por 25 anos.

Em seu site oficial, a CCX informa que a mina de Canãverales tem capacidade de produção máxima de 2,5 milhões de toneladas de carvão térmico ao ano. A licença para o desenvolvimento do projeto foi emitida em 2011. Já a mina de Papayal tem capacidade de produção anual de 2,5 milhões de toneladas e vida útil de nove anos.

Vale ressaltar o forte desempenho positivo das ações da companhia na sessão desta quarta-feira. Às 12h05 (horário de Brasília), os ativos CCXC3 registravam ganhos de 5,41%, a R$ 1,56, passando a registrar fortes ganhos a partir das 11h e chegando a atingir valorização de 8,78%, a R$ 1,61, na cotação máxima intradiária.

Fonte: http://solos.com.br/node/800#.UjBsgsakonh

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351