Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 143
    [i_conteudo] => 143
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2013-08-07
    [dt_conteudo] => 2013-08-07
    [4] => Governador em exercício apoia luta em favor do Carvão Mineral
    [titulo] => Governador em exercício apoia luta em favor do Carvão Mineral
    [5] => Solos
    [autor] => Solos
    [6] => O governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira, participou na manhã desta segunda-feira, 24, do Seminário Panorama Energético e o Carvão Mineral, iniciativa conjunta dos Poderes Legislativos de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, em defesa do uso do carvão mineral como matriz energética. Os dois estados juntos possuem 99,7% das reservas do minério no país. “É importante que em lugar da concorrência entre si, Santa Catarina e Rio Grande do Sul se unam em busca de avanços tributários e condições que valorizem o uso do carvão”, destacou Eduardo Moreira.
    [resumo] => O governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira, participou na manhã desta segunda-feira, 24, do Seminário Panorama Energético e o Carvão Mineral, iniciativa conjunta dos Poderes Legislativos de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, em defesa do uso do carvão mineral como matriz energética. Os dois estados juntos possuem 99,7% das reservas do minério no país. “É importante que em lugar da concorrência entre si, Santa Catarina e Rio Grande do Sul se unam em busca de avanços tributários e condições que valorizem o uso do carvão”, destacou Eduardo Moreira.
    [7] => 

Por décadas a extração do mineral na região enfrentou problemas ambientais, falta de apoio governamental e insalubridade das minas, fatores que reduziram a exploração. A recente preocupação com o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas e a promessa de novas técnicas de exploração sustentáveis reacende a indústria carbonífera brasileira. “São mais de 20 anos sem casos de pneumoconiose no Estado e os avanços tecnológicos evitam a degradação ambiental de outros tempos”, relata o governador em exercício, que já presidiu a Comissão de Minas e Energia na Câmara Federal e iniciou sua carreira médica em uma mina.

Embora não seja uma fonte renovável de energia, o carvão é considerado seguro por não depender de condições climáticas. Hoje, a participação do minério na matriz energética brasileira é pequena: 1,4%. Ainda assim, o carvão é responsável em Santa Catarina pelo equivalente a 35% da eletricidade que chega às casas e indústrias. No mundo, esse índice chega a 38%. No Brasil, a perspectiva de uso do carvão, armazenado em jazidas minerais na Região Sul, é de pelo menos mais 300 anos de exploração. Estima-se que as reservas nacionais alcancem mais de 32 bilhões de toneladas do minério.

Estavam presentes no evento os presidentes das Assembleias Legislativas de Santa Catarina, deputado Joares Ponticelli, e do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen; o deputado estadual catarinense e presidente da Frente Parlamentar Estadual do Carvão Mineral, Valmir Comin; o deputado federal e presidente da Comissão Parlamentar Mista do Carvão Mineral, Afonso Hamm; deputados estaduais e federais catarinenses e gaúchos, além de prefeitos e vereadores dos municípios com reservas de carvão nos dois estados.

Fonte:http://solos.com.br/node/731#.UgJLHpLqkdx

[conteudo] =>

Por décadas a extração do mineral na região enfrentou problemas ambientais, falta de apoio governamental e insalubridade das minas, fatores que reduziram a exploração. A recente preocupação com o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas e a promessa de novas técnicas de exploração sustentáveis reacende a indústria carbonífera brasileira. “São mais de 20 anos sem casos de pneumoconiose no Estado e os avanços tecnológicos evitam a degradação ambiental de outros tempos”, relata o governador em exercício, que já presidiu a Comissão de Minas e Energia na Câmara Federal e iniciou sua carreira médica em uma mina.

Embora não seja uma fonte renovável de energia, o carvão é considerado seguro por não depender de condições climáticas. Hoje, a participação do minério na matriz energética brasileira é pequena: 1,4%. Ainda assim, o carvão é responsável em Santa Catarina pelo equivalente a 35% da eletricidade que chega às casas e indústrias. No mundo, esse índice chega a 38%. No Brasil, a perspectiva de uso do carvão, armazenado em jazidas minerais na Região Sul, é de pelo menos mais 300 anos de exploração. Estima-se que as reservas nacionais alcancem mais de 32 bilhões de toneladas do minério.

Estavam presentes no evento os presidentes das Assembleias Legislativas de Santa Catarina, deputado Joares Ponticelli, e do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen; o deputado estadual catarinense e presidente da Frente Parlamentar Estadual do Carvão Mineral, Valmir Comin; o deputado federal e presidente da Comissão Parlamentar Mista do Carvão Mineral, Afonso Hamm; deputados estaduais e federais catarinenses e gaúchos, além de prefeitos e vereadores dos municípios com reservas de carvão nos dois estados.

Fonte:http://solos.com.br/node/731#.UgJLHpLqkdx

[8] => Carvão Mineral, ABCM [palavra_chave] => Carvão Mineral, ABCM [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2013-08-07 10:27:26 [dt_sistema] => 2013-08-07 10:27:26 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Governador em exercício apoia luta em favor do Carvão Mineral

07/08/2013

Solos

Por décadas a extração do mineral na região enfrentou problemas ambientais, falta de apoio governamental e insalubridade das minas, fatores que reduziram a exploração. A recente preocupação com o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas e a promessa de novas técnicas de exploração sustentáveis reacende a indústria carbonífera brasileira. “São mais de 20 anos sem casos de pneumoconiose no Estado e os avanços tecnológicos evitam a degradação ambiental de outros tempos”, relata o governador em exercício, que já presidiu a Comissão de Minas e Energia na Câmara Federal e iniciou sua carreira médica em uma mina.

Embora não seja uma fonte renovável de energia, o carvão é considerado seguro por não depender de condições climáticas. Hoje, a participação do minério na matriz energética brasileira é pequena: 1,4%. Ainda assim, o carvão é responsável em Santa Catarina pelo equivalente a 35% da eletricidade que chega às casas e indústrias. No mundo, esse índice chega a 38%. No Brasil, a perspectiva de uso do carvão, armazenado em jazidas minerais na Região Sul, é de pelo menos mais 300 anos de exploração. Estima-se que as reservas nacionais alcancem mais de 32 bilhões de toneladas do minério.

Estavam presentes no evento os presidentes das Assembleias Legislativas de Santa Catarina, deputado Joares Ponticelli, e do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen; o deputado estadual catarinense e presidente da Frente Parlamentar Estadual do Carvão Mineral, Valmir Comin; o deputado federal e presidente da Comissão Parlamentar Mista do Carvão Mineral, Afonso Hamm; deputados estaduais e federais catarinenses e gaúchos, além de prefeitos e vereadores dos municípios com reservas de carvão nos dois estados.

Fonte:http://solos.com.br/node/731#.UgJLHpLqkdx

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351