Acesso Restrito
Array
(
    [0] => 1
    [i_empresa] => 1
    [1] => 141
    [i_conteudo] => 141
    [2] => 0
    [i_subarea] => 0
    [3] => 2013-07-31
    [dt_conteudo] => 2013-07-31
    [4] => Prefeito de Candiota busca investidores chineses
    [titulo] => Prefeito de Candiota busca investidores chineses
    [5] => Solos
    [autor] => Solos
    [6] => A linha de caminho-de-ferro do Sena deverá reentrar hoje em funcionamento após os trabalhos de remoção de 23 vagões carregados de carvão mineral que descarrilaram na madrugada de segunda-feira, de acordo com a estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique.
    [resumo] => A linha de caminho-de-ferro do Sena deverá reentrar hoje em funcionamento após os trabalhos de remoção de 23 vagões carregados de carvão mineral que descarrilaram na madrugada de segunda-feira, de acordo com a estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique.
    [7] => 

Em comunicado citado pelo matutino Notícias, de Maputo, a empresa informa ter sido de imediato accionado um plano de emergência para restabelecer a circulação de comboios, na sequência do descarrilamento parcial da composição com 42 vagões carregados de carvão mineral extraído na província de Tete pelo grupo anglo-australiano Rio Tinto.

O comunicado adianta que as causas do sinistro deverão ficar apuradas quando os técnicos presentes no local concluírem os seus trabalhos de peritagem.

Numa primeira reacção à ocorrência, o ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, reconheceu que a linha férrea de Sena continua a apresentar defeitos na sua estrutura, fragilidade passível de originar o descarrilamento de comboios.

A linha de Sena acomoda um tráfego médio de 12 comboios diários, todos eles afectos ao transporte de carvão mineral extraído em Moatize, província central de Tete, destinado à exportação através do porto da Beira.

Sobre a mesma linha, circula igualmente um comboio diário, operado pela CFM, transportando melaço e açúcar provenientes da Açucareira de Marromeu, calcário de Muanza e madeira de Doa, além dos dois comboios de passageiros que, semanalmente, asseguram a ligação entre Beira – Marromeu e Beira – Moatize

Fonte: http://solos.com.br/node/700#.UfkAtI3qkdy

[conteudo] =>

Em comunicado citado pelo matutino Notícias, de Maputo, a empresa informa ter sido de imediato accionado um plano de emergência para restabelecer a circulação de comboios, na sequência do descarrilamento parcial da composição com 42 vagões carregados de carvão mineral extraído na província de Tete pelo grupo anglo-australiano Rio Tinto.

O comunicado adianta que as causas do sinistro deverão ficar apuradas quando os técnicos presentes no local concluírem os seus trabalhos de peritagem.

Numa primeira reacção à ocorrência, o ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, reconheceu que a linha férrea de Sena continua a apresentar defeitos na sua estrutura, fragilidade passível de originar o descarrilamento de comboios.

A linha de Sena acomoda um tráfego médio de 12 comboios diários, todos eles afectos ao transporte de carvão mineral extraído em Moatize, província central de Tete, destinado à exportação através do porto da Beira.

Sobre a mesma linha, circula igualmente um comboio diário, operado pela CFM, transportando melaço e açúcar provenientes da Açucareira de Marromeu, calcário de Muanza e madeira de Doa, além dos dois comboios de passageiros que, semanalmente, asseguram a ligação entre Beira – Marromeu e Beira – Moatize

Fonte: http://solos.com.br/node/700#.UfkAtI3qkdy

[8] => Investidores, ABCM [palavra_chave] => Investidores, ABCM [9] => S [publica] => S [10] => 0 [i_usuario] => 0 [11] => 2013-07-31 09:18:48 [dt_sistema] => 2013-07-31 09:18:48 [12] => [foto] => [13] => [capa] => )

Prefeito de Candiota busca investidores chineses

31/07/2013

Solos

Em comunicado citado pelo matutino Notícias, de Maputo, a empresa informa ter sido de imediato accionado um plano de emergência para restabelecer a circulação de comboios, na sequência do descarrilamento parcial da composição com 42 vagões carregados de carvão mineral extraído na província de Tete pelo grupo anglo-australiano Rio Tinto.

O comunicado adianta que as causas do sinistro deverão ficar apuradas quando os técnicos presentes no local concluírem os seus trabalhos de peritagem.

Numa primeira reacção à ocorrência, o ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, reconheceu que a linha férrea de Sena continua a apresentar defeitos na sua estrutura, fragilidade passível de originar o descarrilamento de comboios.

A linha de Sena acomoda um tráfego médio de 12 comboios diários, todos eles afectos ao transporte de carvão mineral extraído em Moatize, província central de Tete, destinado à exportação através do porto da Beira.

Sobre a mesma linha, circula igualmente um comboio diário, operado pela CFM, transportando melaço e açúcar provenientes da Açucareira de Marromeu, calcário de Muanza e madeira de Doa, além dos dois comboios de passageiros que, semanalmente, asseguram a ligação entre Beira – Marromeu e Beira – Moatize

Fonte: http://solos.com.br/node/700#.UfkAtI3qkdy

Rua Pascoal Meller, 73 - Bairro Universitário - CEP 88.805-380 - CP 362 - Criciúma - Santa Catarina
Tel. (48) 3431.8350/Fax: (48) 3431.8351